Torcedor do Atlético-GO é preso por racismo contra zagueiro do Paraná Clube

Redação

PMGO - torcedor preso - Atlético-GO - Paraná Clube - racismo


O zagueiro do Paraná Clube Eduardo Bauermann foi vítima de racismo durante a derrota do Paraná Clube contra o Atlético-GO, nesta sexta-feira (16). O torcedor da equipe goianiense Eduardo Torres Byk foi preso pela PMGO (Polícia Militar do Estado de Goiás) ainda no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Byk proferiu ofensas racistas e ainda imitou um macaco. O torcedor foi autuado no Artigo 140 do Código Penal e pode pegar até três anos de detenção pelo crime de racismo.

Inclusive o árbitro do jogo, Luiz Flávio de Oliveira, relatou em sua súmula as ofensas de Byk a Bauermann. “Fui informado após o jogo que o jogador de nr. 14 Eduardo Gabriel dos Santos Bauermann enquanto estava em aquecimento, foi xingado de macaco por um torcedor”, descreveu Oliveira no documento.

O torcedor era membro da TDA (Torcida Dragões Atleticanos), principal organizada do Atlético-GO. A TDA emitiu nota comunicando a expulsão de Byk de seu quadro de sócios pelo racismo praticado.

NOTA DE ESCLARECIMENTOA Torcida Dragões Atleticanos vem por meio desta informar que não compactuamos com o ato de…

Posted by Torcida Dragões Atleticanos on Saturday, November 16, 2019

O Atlético-GO também se manifestou por meio de nota e disse que não irá permitir a presença em suas instalações de pessoas que não respeitem a dignidade humana.

Previous ArticleNext Article