Torcedor sofre traumatismo craniano e GM precisa usar bala de borracha pra conter briga após Paratiba

Francielly Azevedo

Após o clássico entre Coritiba e Paraná Clube, neste domingo (1º), que resultou na classificação alviverde para semifinal da Taça Dirceu Krüger, a Guarda Municipal (GM) registrou, pelo menos, cinco ocorrências de brigas entre torcedores das duas equipes.

De acordo com a GM, os casos aconteceram na extensão da Rua Ubaldino do Amaral, próximo ao Estádio Couto Pereira, além de registros nas proximidades da Vila Capanema. Em um dos atendimentos, houve disparos de bala de borracha para encerrar o confronto. Ninguém ficou ferido.

Um torcedor do Coritiba teve traumatismo craniano depois de ser atingido por uma pedra no confronto com os paranistas. Ele foi encaminhado ao Hospital Cajuru.

O jogo aconteceu longe dos locais de briga, no estádio do Pinhão, em São José dos Pinhais, com recomendação de torcida única pelo Ministério Público do Paraná, acatada pelo Coritiba.


Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Chefe de Redação do Paraná Portal e repórter da Rádio CBN. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook