Torcida organizada entra no CT do Coritiba e faz cobranças aos jogadores

A torcida organizada Império Alviverde (IAV), do Coritiba, foi ao CT da Graciosa na tarde desta quinta-feira (27) para p..

Vinicius Cordeiro - 28 de fevereiro de 2019, 16:17

A torcida organizada Império Alviverde (IAV), do Coritiba, foi ao CT da Graciosa na tarde desta quinta-feira (27) para protestar contra o momento atual do clube do Alto da Glória. Cerca de 50 pessoas estiveram presentes na manifestação, que foi atendida pelos jogadores, comissão técnica e o diretor de futebol, Rodrigo Pastana. Além do dirigente, o goleiro Wilson, capitão da equipe, e o meia Govanni foram quem tomaram a frente da conversa. O técnico Umberto Louzer, recém-contratado, também estava presente.

"Foi um papo de cobrança, mas um bom papo. O maior questionamento é sobre os resultados, claro. A gente precisa se cobrar mais, voltar a ser um clube vencedor, onde os adversários chegam ao Couto e tem medo de enfrentar o Coritiba. O clube não pode ficar mais um ano na Série B", declarou Pastana em entrevista ao repórter Fernando Rudnick, da Gazeta do Povo.

Já o presidente da IAV, Juliano Rodrigues, conhecido como "Lano", disse que os torcedores precisavam fazer essa cobrança após os últimos resultados. Eliminado na primeira fase da Copa do Brasil para o URT, de Minas Gerais, o Coxa ainda perdeu, dentro do Couto Pereira, a final da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do Campeonato Paranaense 2019, para o Toledo.

"Viemos para cobrar algum tipo de postura do time. A gente espera a resposta em campo para subir para a Série A", disse em entrevista ao repórter já citado.

Tanto os torcedores quanto o clube enxerga a Série B como prioridade no ano coxa-branca.

O clube estreia na Taça Dirceu Krüger contra o Cianorte. O jogo está marcado para o domingo (10) seguinte ao feriado de Carnaval, às 16h, no Estádio Albino Turbay.