“Vamos fortes para o Brasileiro da Série B”, diz Moisés do Londrina

Francielly Azevedo e Assessoria

O volante Moisés também mostra confiança quanto ao desempenho da equipe principal do Londrina no Campeonato Brasileiro da Série B. Após reagir e chegar às finais do Paranaense, o Tubarão começa daqui duas semanas a disputa pelo acesso à Série A nacional.

A estreia será em casa, diante do Boa Esporte. O compromisso tem pontapé inicial às 16h30 de sábado (14), no Estádio do Café. A partir daí, serão 38 rodadas para que o LEC chegue novamente à primeira divisão do Brasileiro, algo que o clube busca desde 1983.

“Com certeza, o Campeonato Estadual nos ajudou a evoluir como equipe”, analisa Moisés. “Tivemos um distúrbio no início do Paranaense, mas conseguimos dar a volta por cima. Mostramos que temos uma organização tática muito positiva e isso será muito importante para os jogos difíceis que teremos pela frente na Serie B”, acredita.

“Agora é foco total na Série B”, continua o volante, de 23 anos de idade e que disputa a primeira temporada pelo Alviceleste. “Sempre buscamos evoluir. E nesse período de preparação que temos agora, vamos buscar nos aperfeiçoar cada dia mais para chegarmos à nossa classificação para a Série A e, quem sabe, até buscar o título da Série B”, aponta.


“O Londrina é um time competitivo, um time que muitos adversários temem quando vão enfrentar, porque sabem da garra e da vontade que tem”, frisa Moisés. “Não podemos perder essa identidade do clube. Por isso, com certeza, vamos fortes para esta Série B”, promete.

Nos 15 jogos que a equipe principal alviceleste fez até aqui na temporada, Moisés atuou em dez e foi titular em oito. Depois de disputar a Série A do Brasileiro com Grêmio (2015 e 2016) e Chapecoense (2017), o atleta vai participar pela primeira vez da Série B em 2018.

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook