Vasco é goleado pelo Racing e se complica na Libertadores

Folhapress


Martín Silva até tentou ajudar ao defender duas cobranças de pênalti de Lisandro López. Mas isso não foi o suficiente para o Vasco se livrar de uma goleada por 4 a 0 para o Racing, nesta quinta-feira (19), no estádio El Cilindro, em Buenos Aires (ARG).
O resultado deixa o Vasco em uma situação muito delicada no Grupo 5 da Copa Libertadores com, apenas um ponto em três partidas. Para obter uma vaga nas oitavas de final da competição, o time cruzmaltino agora terá de vencer suas próximas três partidas, sendo contra Racing e Cruzeiro em São Januário e diante da Universidad de Chile, em Santiago (CHI).
O Racing, por sua vez, é líder da chave, com sete pontos. A equipe argentina já havia feito 4 a 2 sobre o Cruzeiro, em casa, na estreia e empatado com a Universidad de Chile, em Santiago.
Neste domingo, o time do técnico Zé Ricardo enfrentará a Chapecoense, em Chapecó (SC), pelo Campeonato Brasileiro.
O jogo começou com pressão do Racing. Aos 6 minutos do primeiro tempo, o Racing cobrou um escanteio da direita, a zaga do Vasco cochilou e a bola sobrou livre para Donatti. O zagueiro chutou, mas Martín Silva fez boa defesa.
O Vasco respondeu aos oito minutos. Wagner fez ótimo passe para Wellington, que apareceu livre na área e finalizou à esquerda do gol.
A primeira chance clara para o Racing aconteceu aos 10min. Evander dividiu com Saravia, que caiu e viu o juiz marcar pênalti. Na cobrança, Lisandro López bateu no meio do gol, e Martín Silva defendeu, salvando o Vasco.
A melhor oportunidade do Vasco veio aos 28min. Evander cruzou da esquerda, Wellington chegou de carrinho e a bola sobrou para Wagner, quase embaixo da trave, mas ele furou a conclusão.
Saiu, então, o gol do Racing aos 32min. A zaga vascaína falhou, e a bola sobrou livre para Centurión. O ex-são paulino encheu o pé e abriu o placar para os argentinos.
Seis minutos depois, o Racing ampliou. Zaracho fez grande jogada individual e rolou para para Centurión, que cruzou rasteiro para Lautaro completar para o gol.
Antes do intervalo, Martín Silva defendeu mais uma cobrança de pênalti. Aos 45min, Martínez driblou Erazo e foi derrubado na área. Lisandro López novamente pediu para bater, e outra vez Martín Silva defendeu.
No começo do segundo tempo, o Racing não deu nem tempo para o Vasco se acertar e ampliou o placar. Aos 6min, Zaracho aproveita bobeada de Wellington, dá um drible da vaca em Paulão e manda para o gol: 3 a 0.
Finalmente de pênalti saiu o quarto gol do Racing. Mesmo correndo o risco de se igualar ao seu compatriota Palermo, que pelo Boca Juniors perdeu três pênaltis na mesma partida, Lisandro López não titubeou e pediu para cobrar de novo após Wagner derrubar Saravia. Desta vez ele fez e pediu desculpas aos torcedores, sacramentando a goleada, aos 15min.

Previous ArticleNext Article