Vasco estreia com derrota em casa na fase de grupos da Libertadores

Folhapress


O Vasco começou sua caminhada no Grupo 5 da Libertadores com derrota. Nervosa, a equipe brasileira não conseguiu criar jogadas e perdeu para a Universidad de Chile por 1 a 0 sob vaias da torcida, nesta terça-feira (13), em São Januário. Ángelo Araos fez o gol da equipe chilena.
Com o resultado, a equipe cruzmaltina se junta ao Cruzeiro com nenhum ponto, mas fica em terceiro no Grupo 5 por ter saldo de -1. A La U chega aos mesmos 3 pontos do líder Racing, e apesar de ser o segunda colocada, começou a fase de grupos vencendo fora de casa.
O Vasco terá um duelo brasileiro na próxima rodada da Libertadores. Em 4 de abril, a equipe carioca vai ao Mineirão visitar o Cruzeiro. O próximo compromisso cruzmaltino é pela Taça Rio, em que o time visitará o Botafogo no Engenhão, no próximo domingo (18).
A estreia do Vasco na fase de grupos da Libertadores começou mais tensa que o esperado. Nervosa, a equipe brasileira errou muitos passes e viu a La U chegar perto com um ex-cruzmaltino. Rafael Vaz aproveitou erro de marcação de Henrique, mas acertou o chute nas mãos de Martín Silva.
O andamento da partida fez com que a equipe de Zé Ricardo se acertasse aos poucos, apesar de um cartão amarelo de Riascos por falta no meio de campo. Com Evander sumido, o jogo ficou bastante travado no meio de campo, mas o Vasco ainda conseguia incomodar a zaga chilena com os contra-ataques puxados por Rildo.
A melhor chance do primeiro tempo foi em um lance sem querer. Depois de um passe ruim do goleiro Johnny Herrera, Riascos tentou fazer um cruzamento pela direita, mas a bola bateu no travessão.
A obrigação de um resultado difícil em um grupo complicado fez com que Zé Ricardo mudasse o esquema logo no intervalo. E a entrada de Paulinho no lugar de Wagner mostrou efetividade no início da etapa final. Em dois minutos, a revelação cruzmaltina criou duas oportunidades, e chutou uma vez ao gol, em bola defendida por Johnny Herrera.
No entanto, a parada de 15 minutos fez com que Guillermo Hoyos ajustasse melhor a saída de bola da equipe chilena. Criando mais oportunidades com a bola no pé, a La U teve uma excelente chance de gol aos 20 minutos do segundo tempo. Araos recebeu passe da esquerda, cortou Paulão e bateu no contrapé de Martín Silva. O goleiro uruguaio mostrou elasticidade ao defender o perigoso chute rasteiro.
O técnico vascaíno ousou ainda mais e colocou o atacante Andrés Rios na vaga de Desábato. Mais ofensivo, os brasileiros quase abriram o placar aos 29 minutos. Rildo cabeceou um cruzamento de Riascos na pequena área, mas Johnny Herrera defendeu.
Tanta exposição fez a equipe receber um balde d’água fria aos 31 minutos, numa falha coletiva da defesa. Após aproveitar a desatenção da defesa vascaína em uma cobrança de falta rápida, Araos ganhou dividida de Paulão e bateu rasteiro. A bola passou entre o braço e a perna de Martín Silva e balançou o fundo da rede.
O Vasco até tentou se recuperar, mas o revés deixou a equipe mais desorganizada e os torcedores menos satisfeitos. As mudanças de Zé Ricardo deixaram o meio cruzmaltino pouco povoado e com muitos atacantes. A falta de criação fez com que os homens de frente arriscassem muitos chutes. Todos para fora.
A falta de criação de jogadas do Vasco teve a ver com a atuação discreta de Evander. Além do nervosismo, o camisa 10 criou poucas situações de perigo e não conseguiu chamar a responsabilidade no meio de campo por conta da marcação forte de Seymour. O meia de apenas 19 anos chegou a ser vaiado por alguns torcedores.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="509472" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]