Velório terá mil jornalistas, estoque de flores e carros funerários de fora

O velório das vítimas do acidente aéreo na Colômbia vai parar Chapecó. A cerimônia fúnebre será a maior operação da hist..

Julie Gelenski - 02 de dezembro de 2016, 08:44

O velório das vítimas do acidente aéreo na Colômbia vai parar Chapecó. A cerimônia fúnebre será a maior operação da história da cidade e terá grandes proporções.

Cerca de mil jornalistas de todas as partes do mundo estão credenciados para fazer a cobertura e personalidades como o presidente da República Michel Temer e o presidente da Fifa, Gianni Infantino, são esperadas. A cidade também já está toda mobilizada e se prepara para que não faltem flores e até carros funerários, que devem vir de outras localidades.

A comoção em Chapecó é tão grande que são esperadas cerca de 100 mil pessoas nos arredores da Arena Condá na manhã de sábado, o que representa mais da metade da população local. Cerca de 20 mil terão acesso à parte interna do estádio.