Vergonha: zagueiro do Coritiba é vítima de racismo

Francielly Azevedo


O zagueiro Márcio do Coritiba foi vítima de racismo após a derrota por 1 a 0 para o Vitória. Um torcedor, por meio do perfil “Coritiba M1L GR4U”, fez uma postagem na qual usava expressões “afrodescendente de merda”. O caso foi levado a polícia.

De acordo com a assessoria de imprensa do Coritiba, o defensor registrou boletim de ocorrência na manhã desta terça-feira (29). Márcio comentou o ocorrido por meio do Instragram, usando a #nãoaoracismo.

“Venho publicamente pedir desculpas a nação Coxa Branca pela minha atitude no jogo de ontem, sou ser humano também falho e erro. Assumo a responsabilidade. Mas isso não justifica falar da cor da minha pele, sou afrodescendente sim e isso não me faz diferente de ninguém, afinal somos todos carne e osso!”

O clube também se manifestou lamentando o episódio, republicando uma imagem de 2015. Naquela ocasião, atletas gravaram um vídeo declamando a música de Gabriel, O Pensador, “Lavagem Cerebral”, que é uma crítica a sociedade racista que persiste em praticar a discriminação, não apenas racial, mas de todos os gêneros. A letra diz “Racismo, preconceito, discriminação em geral é uma burrice coletiva sem explicação”.

coritiba racismo

Confira o vídeo gravado em 2015:

[insertmedia id=Y6wjWjfyFug]

Expulsão durante o jogo

Márcio foi expulso depois de tentar chutar o atacante Tréllez do Vitória, dentro da área alviverde. No mesmo lance, Alan Santos chegou a balançar as redes, porém o juiz já havia parado a partida em função do cartão vermelho.

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="451483" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]