Vitória vence o Coritiba e complica ainda mais o Inter

Em mais uma partida inspirada de Marinho, o Vitória conseguiu vencer o Coritiba na noite de segunda-feira (28), no estád..

Redação - 28 de novembro de 2016, 22:00

Em mais uma partida inspirada de Marinho, o Vitória conseguiu vencer o Coritiba na noite de segunda-feira (28), no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), por 1 a 0, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro e complicou ainda mais a vida do Internacional na competição. Com o resultado, o time baiano subiu para a 15ª colocação com 45 pontos e o Coritiba se manteve no 14º lugar, com 46 pontos. O resultado deu um fôlego para o Rubro-Negro e deixou o Internacional na zona de rebaixamento.

O Coritiba queria mostrar para sua torcida que não estava preocupado com as pressões pró ou contra o Internacional, mas quem tomou a iniciativa da partida foi o Vitória. Empatado no número de pontos com o Inter, o time baiano não quis deixar para definir sua permanência na Série A e se lançou ao ataque.

Logo aos seis minutos, Marinho fez jogada pela direita e cruzou para Kieza, que quase abre o placar.

O time baiano explorava seu lado direito, com Marinho, e aos dez minutos o atacante fez a jogada mais bonita da partida, quando avançou sozinho, driblou Juninho, Bareiro e Wallison Maia em sequência e chutou forte sem chances para Wilson e abriu o placar.

Com o gol, o Coritiba passou a apertar mais a marcação no campo de ataque. Aos 26, Leandro e Yan fizeram boa tabela que quase resultou em gol. Seis minutos depois, em boa triangulação, Kazim perdeu um gol da marca do pênalti, quando Fernando Miguel foi exigido em um chute forte.

Na segunda etapa, Carpegiani reforçou seu lado esquerdo para impedir os avanços de Marinho.

O Coritiba se lançou mais ao ataque e aos dez minutos Wallison Maia cabeceou forte e Fernando Miguel se esticou para defender e aos 13, Leandro arriscou um chute fora da área e Fernando Miguel novamente mandou para escanteio.

Aos 31 minutos, Tiago Real chutou uma bola rasteira no canto direito de Wilson e exigiu difícil defesa do goleiro.

A partir daí, Argel Fucks trocou Marinho pelo volante Amaral, e com o reforço no meio de campo conseguiu segurar as poucas tentativas de ataque do Coritiba.

 

CORITIBA 0 X 1 VITÓRIA

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Estádio: Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Cartões amarelos: Dodô, Victor Ramos, Kieza, Norberto, Yan, Leandro, Willians Faria, Cárdenas, Kanu e Nery Bareiro

Gols: Marinho, aos 10 minutos do primeiro tempo

Renda: 12.775 pagantes

Público: R$ 223.095,00

 

Coritiba

Wilson; Wilson, Dodô, Walisson Maia (Juan), Nery Bareiro e Juninho; Amaral, Yan; Iago (Vinícius), Leandro, Kleber e Kazim (Ewandro). Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

Vitória

Fernando Miguel; Norberto, Kadu, Victor Ramos e Euller; Marcelo, William Farias e Cárdenas (Tiago Real); Marinho (Amaral), Kieza e Zé Love (David). Técnico: Argel Fucks