Londrina busca virada contra Ypiranga em jogo tenso em Erechim

Jorge de Sousa

Londrina busca virada contra Ypiranga em jogo tenso em Erechim

O Londrina venceu o Ypiranga de virada por 3 a 2 na noite deste domingo (20) em jogo marcado pela confusão entre o árbitro Gilberto Rodrigues Castro Junior e os jogadores do Ypiranga.

No segundo tempo, o árbitro expulsou o atleta Zé Mário e diversos jogadores do Ypiranga entraram em campo, alguns chegando a agredir o árbitro. Com isso, a equipe gaúcha teve que jogar mais de 30 minutos com apenas oito jogadores.

Caprini marcou duas vezes pelo Ypiranga, mas Adenílson (em cobrança de pênalti), Samuel Gomes e Igor Paixão garantiram a vitória do Londrina.

O duelo foi realizado no Colosso da Lagoa, em Erechim, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

Com a vitória, o Londrina soma quatro pontos ganhos em duas partidas disputadas, mesma pontuação do Remo. Já o Ypiranga segue sem pontuar, enquanto Paysandu tem três pontos ganhos.

Os dois primeiros colocados de cada quadrangular da segunda fase irão garantir vaga na Série B em 2021. A decisão pelo título da Série C se dará em confronto entre os líderes de cada chave.

LONDRINA BUSCA VIRADA NOS ACRÉSCIMOS APÓS PANCADARIA

A primeira finalização da partida foi do Londrina logo aos cinco minutos. Douglas Santos cruzou para Matheus Bianqui na área, o meia dominou e bateu firme para Deivity espalmar.

Mas foi o Ypiranga quem abriu o placar aos 11 minutos. Caprini recebeu na entrada da área e arriscou a finalização, a bola desviou na marcação e ‘matou’ Dalton no lance.

Caprini ampliou o marcador no minuto seguinte. O atacante recebeu na esquerda, tentou o chute cruzado e acertou o ângulo direito de Dalton.

Deivity voltou a aparecer aos 19 minutos. Celsinho foi lançado na área, mas o goleiro saiu rápido do gol e fechou o ângulo da finalização para mandar a bola para escanteio.

O Ypiranga ficou com dez jogadores em campo aos 21 minutos. Muriel fez falta no meio de campo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.

Adenílson ficou perto de diminuir o placar aos 41 minutos. O meia arriscou da entrada da área e mandou a bola perto do poste esquerdo de Deivity.

O Londrina seguiu na pressão no início da segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Igor Paixão avançou pela esquerda e buscou o chute cruzado, que passou rente ao poste direito.

Dalton salvou o Londrina aos 20 minutos. Mossoró foi lançado na área e o goleiro conseguiu fazer o corte na bola, evitando a finalização do atacante.

Aos 20 minutos, o Londrina teve um pênalti marcado. Zé Mário atropelou Samuel Gomes na área e o Gilberto Rodrigues Castro Junior assinalou a penalidade. Adenílson pediu a bola e bateu firme no canto esquerdo para diminuir o marcador.

O jogo ‘pegou fogo’ aos 25 minutos. Zé Mário derrubou Gedeílson na área, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Diversos jogadores do Ypiranga foram para cima do árbitro, que chegou a ser agredido e expulsou de forma direta Neto Pessoa. O técnico Celso Teixeira também foi expulso.

Após o policiamento conter os jogadores do Ypiranga o jogo recomeçou, mas o árbitro não assinalou a penalidade, marcando falta fora da área para o Londrina, embora tenha sido claro que o lance ocorreu dentro da área.

O Londrina foi para a pressão e conseguiu empatar o jogo aos 48 minutos. Após cruzamento da esquerda, Samuel Gomes cabeceou firme para vencer Deivity e balançar as redes.

A virada do Londrina veio aos 50 minutos. Após chute de Adenílson, Deivity espalmou para frente e Igor Paixão empurrou para o fundo das redes.

LEIA MAIS: Giba tem prisão decretada por dívida na pensão alimentícia dos filhos

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="735363" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]