Curitiba terá exibição gratuita do filme “Chega de Fiu Fiu” nesta sexta-feira (23)

Mariana Ohde


Curitiba sedia, nesta sexta-feira (23), a partir das 19h, uma exibição pública do filme “Chega de Fiu Fiu”, que é parte da campanha homônima contra o assédio sexual lançada em 2013, pelo Think Olga.

A exibição será realizada na Praça Generoso Marques pelo Instituto Aurora em parceria com o SESC Paço da Liberdade e a Clínica de Direitos Humanos da Universidade Federal do Paraná (UFPR). A estrutura comporta 200 pessoas e o evento é gratuito.

O longa mostra o dia a dia de três mulheres e expõe a prática da violência de gênero nos espaços públicos, diariamente. A ideia é estimular a reflexão: será que as cidades foram feitas para as mulheres?

Segundo Michele Bravos, diretora do Instituto Aurora, a exibição pública do filme na Praça Generoso Marques é simbólica. “É projetar em uma tela enorme de cinema, em uma praça bastante frequentada, bastante movimentada de Curitiba, essa temática que põe em cheque se, de fato, os espaços públicos são mesmo para as mulheres, se as cidades são pensadas para elas”, explica.

Segundo ela, o número de casos de assédio em locais públicos é preocupante. “A gente tem dados alarmantes sobre o assédio a mulheres em espaços públicos. São dados de mostram que quatro em cada dez brasileiras já sofreram assédio sexual, de alguma forma. Os espaços em que mais aconteceram foram espaços públicos: ruas, ônibus. Depois vêm outros espaços, como ambiente de trabalho ou familiar”, explica, citando dados de 2017 da Datafolha.

Michele também alerta para outro lado da moeda: o incentivo desse comportamento entre os homens. Para ela, o filme é feito para todos, justamente por incentivar o papel de cada um na resolução do problema.

“Outro ponto a ser discutido, considerando nosso cenário político também, é a masculinidade associada a uma violência. É como que se para se afirmar homem na sociedade brasileira de 2018 é preciso ter comportamentos violentos e que violam os direitos de outras pessoas, especialmente de mulheres, subjugando-as ou assediando-as”.

As diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão desenvolveram o filme com apoio do próprio público. Mais de mil pessoas doaram recursos para a execução do longa  – a meta de arrecadação foi atingida em menos de 24 horas. O filme ainda não está disponível em canais públicos. Ele é exibido apenas em sessões especiais, como a desta sexta-feira.

Antes da exibição, haverá também uma conversa sobre assédio em locais públicos e a cidade como lugar de pertencimento à mulher. A palestrante é Taysa Schiocchet, professora adjunta da Faculdade de Direito e do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFPR, doutora em Direito e coordenadora da Clínica de Direitos Humanos da Universidade.

Confira o trailer de “Chega de Fiu Fiu”:

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal