A-Ha remarca shows no Brasil para julho por causa da Covid

Inicialmente, a banda norueguesa se apresentaria em cinco cidades do país em setembro de 2020, mas devido à Covid fez a mudança para agosto 2021, o que também não foi possível.

Amon Borges - Folhapress - 10 de fevereiro de 2022, 14:22

Novo 0
Novo 0

O A-Ha, um dos principais nomes dos anos 1980, remarcou novamente os shows no Brasil por conta da Covid.

A banda norueguesa se apresentaria em março deste ano, mas por causa da pandemia de Covid adiou os eventos para julho: Recife (13/7, Classic Hall), Salvador (15/7, arena Fonte Nova), São Paulo (18 e 19/7, Espaço das Américas), Rio de Janeiro (21/7, Qualistage), Belo Horizonte (22/7, Expominas) e Curitiba (25/7, na Arena da Baixada, do Athletico Paranaense).

Os ingressos para São Paulo e Recife já estão esgotados, segundo a organização. Para as outras praças, há tíquetes disponíveis no site da Livepass, com preços que variam de R$ 270 a R$ 780.

Desde dezembro, o Brasil observa um aumento significativo de casos de Covid. Nesta quarta (9), o país registrou 1.295 mortes, o maior número em 24 h desde 29 de julho de 2021, quando foram informados 1.354 óbitos.

Inicialmente, a banda norueguesa se apresentaria em cinco cidades do país em setembro de 2020, mas devido ao novo coronavírus fez a mudança para agosto 2021, o que também não foi possível.

A organização informa que as entradas já adquiridas são válidas para as novas datas, mas ainda não confirmou os trâmites para reembolso.

A turnê comemora o aniversário de 35 anos do álbum de estreia, o "Hunting High and Low", que trouxe ao mundo em 1985 hits como "Take On Me", "The Sun Always Shines On TV", "Train Of Thought" e a homônima "Hunting High And Low".

Formado pelo cantor Morten Harket, pelo tecladista Magne Furuholmen e pelo guitarrista Pål Waaktaar-Savoy, o grupo tem uma discografia com nove álbuns de estúdio e cerca de 40 singles lançados.