Artista plástico André Baía é convidado de Luiz de Souza em exposição na galeria Solo

Redação

andré baía exposição

Uma arte orgânica, imperfeita e com muita expressividade. É essa a proposta do artista André Baía em sua série de obras tendo como técnica base o desenho de contorno cego, que pode ser encontrada em exposição na Galeria Solo. André Baia é o artista convidado da exposição de estreia da galeria, espaço que acabou de ser inaugurado dentro do restaurante Sale Pepe, no centro de Curitiba. A galeria terá exposição permanente do consagrado artista plástico Luiz de Souza, sempre com artistas convidados.

A técnica apresentada pelo artista André Baía consiste em o artista observar um objeto ou pessoa e desenhá-lo sem olhar para o papel ou tela, trazendo um novo olhar para o retrato. “Em um malabarismo de emoções, com traços soltos e descontraídos busco nas minhas obras a percepção de uma experiência autêntica e original. Gosto de pôr em xeque o mito da perfeição e da pureza, que no fundo não existe. Acredito que abraçar o erro nos deixa mais humanos, é isso que nos dá personalidade”, explica.

André dedica o seu trabalho ao estudo da figura humana e a sua representação artística. Suas obras exploram a anatomia de uma maneira dinâmica. Retrata a natureza humana e todas suas expressões, sentimentos e emoções com tato e delicadeza. Busca, em cada nova tela, quebrar paradigmas sociais formais, e aborda, de forma sutil e criativa, temas bastante complexos. A autenticidade e a criatividade de suas obras vêm chamando a atenção no meio artístico. André já está com exposições marcadas fora do Brasil em 2020.

A ausência do correto e a provocação do imperfeito que marca a exposição de André Baía, que fica em cartaz até fevereiro de 2020 na Galeria Solo (Rua XV de Novembro, 818, anexo ao restaurante Sale Pepe).

Horário para visitação: de segunda-feira a sexta, das 10h às 18h.

Previous ArticleNext Article