Banda de mulheres paraenses revisita clássicos do forró em Curitiba

Redação


A CAIXA Cultural Curitiba recebe até o próximo domingo (1º), a banda Severinas, que faz sua primeira apresentação fora de seu estado, o Pará. Com o apoio do Selo Alter do Som, iniciativa do Espaço Alter do Chão, que promove o fortalecimento e divulgação de artistas do Oeste do Pará, o grupo feminino chega trazendo na bagagem muito baião, xote, xaxado, resistência e a força do poder feminino. O repertório é formado por clássicos do forró pé serra, que ganham outra intensidade nas vozes femininas.

Alter do Chão, no estado do Pará, um pequeno paraíso no coração da Amazônia, foi onde tudo começou, quando seis mulheres se encontraram. Nascidas e criadas em um mundo masculino, o desejo de romper com toda a forma de opressão, violência e injustiças cometidas contra as mulheres virou música. Vindas de diversas realidades e campos de atuação, elas tinham um mesmo objetivo: transformar suas angústias em arte e criar uma rede de afeto e suporte feminino.

No início de 2017, Aloyana, Hellen, Letícia, Mariana, Teresa, Tula começaram a se encontrar constantemente para fazer música de forma despretensiosa e se fortalecer enquanto mulheres. O ritmo escolhido foi o forró pé de serra e logo as Severinas ficaram conhecidas na região, apresentando-se em diversas praças, festas, casas de show e manifestações populares.

Aloyana explica que elas escolheram clássicos cantados em vozes masculinas para poder transmutar o machismo presente em muitas letras de forró.  “Facilita, por exemplo, cantada por homem soa muito machista, né? Mas quando a gente canta soa completamente libertadora. Isso é legal para mostrar que a gente pode olhar com outros olhos esse mundo musical e tantas vezes machista, trazer um pouco do nosso ar, da nossa feminilidade”, diz. “Esse é o nosso tempero, nós mesmas. Nosso tempero é sermos nós mesmas, nossa presença, nossa força de mulheres no palco”, finaliza.

SERVIÇO

Música: Severinas

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro

Data: de 29 de novembro a 1º de dezembro

Horário: sexta e sábado às 20h e domingo às 19h

Ingressos: R$30 e R$15 (meia – entrada conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Previous ArticleNext Article