Prefeitura transmite Boqueirão Fashion Day nesta quinta-feira (29)

Redação

Boqueirão Fashion Day em Curitiba

A prefeitura de Curitiba transmite a partir das 20 horas desta quinta-feira (29) o Boqueirão Fashion Day 2021. A edição atual do evento vai apresentar uma mensagem de esperança pelo fim da pandemia em um desfile que leva os produtos do bairro, polo têxtil de Curitiba, para toda a cidade.

O Memorial Paranista foi escolhido como cenário para as modelos exibirem looks com referências à Curitiba. As peças foram criadas exclusivamente para o evento, com inspirações nos símbolos curitibanos e no Movimento Paranista.

“A moda de Curitiba começa no Boqueirão e extrapola o bairro. Os produtos da Rua Bley Zornig estão em toda a cidade e ajudam a construir uma identidade para Curitiba”, destaca o estilista Robson Ross, responsável pela criação dos modelos.

Ele participou do desfile da 1ª edição do evento, em 2017, quando os curitibanos ainda podiam aglomerar e o evento transformou em passarelas os corredores da Rua da Cidadania do Boqueirão.

Nas roupas, a inspiração foi a Luz dos Pinhais, símbolo de iluminação para a vida à sombra da pandemia, e motivos do Movimento Paranista, para destacar o regionalismo. Vestidos volumosos para simbolizar a vida em expansão e preencher os espaços do Memorial estão entre as peças.

Os tecidos e aviamentos para os looks foram todos escolhidos nas lojas e empresas do setor têxtil do Boqueirão, concentrados na rua Bley Zornig, também conhecida como a Rua das Malharias de Curitiba.

Nos acessórios, oferecidos pelas lojas #CuritibaSuaLinda, há símbolos referência ao Movimento Paranista, que teve como expoentes Romário Martins e João Turin, cujas obras ganharam lugar permanente no Jardim das Esculturas do Memorial.

O editorial de moda também destacou a diversidade de quem frequenta a Rua das Malharias de Curitiba: no casting há modelos plus size, de diferentes etnias e LGBTQIA+.

Para realizar o desfile, a produção respeitou todas as recomendações de segurança sanitária para proteger o staff da Covid-19. Máscaras de tecido foram itens obrigatórios, trocadas dentro do tempo recomendado e só retiradas pelas modelos na hora do “gravando”, sem deixar de respeitar o distanciamento social.

“A inovação, a criatividade e a tecnologia permitiram à Prefeitura criar esta edição do BFD e seguir incentivando o desenvolvimento econômico da moda curitibana, mesmo em um período em que ainda não é seguro reunir muitas pessoas”, destaca o diretor-geral do BFD e diretor artístico da Fundação Cultural de Curitib, Edson Bueno.

A transmissão acontece no Instagram e no Facebook da Prefeitura de Curitiba.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="779313" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]