Brasileira morre ao cair do 12º andar no Chile; família contesta versão de suicídio

Folhapress

Modelo Nayara Vit morre em Santiago

A modelo brasileira Nayara Vit morreu aos 33 anos na noite de quarta (7) após cair do 12ª andar de um prédio residencial em Santiago, no Chile. A família da modelo diz não acreditar que ela tenha cometido suicídio e quer que o caso seja investigado de forma rigorosa pela polícia chilena.

Irmão de Nayara, Guilherme Vit diz que eles foram avisados da morte pelo ex-marido da modelo, Oscar, pai de Gabriela, 4, única filha da brasileira. Ele também mora no Chile e foi até o local na madrugada da queda. “Ele contou que perguntou para a babá se ela tinha ouvido alguma coisa, e ela contou que ouviu um vaso [que ficava na sacada do prédio] quebrando, ouviu um grito da Nayara e a queda dela.”

Guilherme afirma que a família contratou um advogado e um investigador particular para apurar o caso. “A gente quer saber a verdade”, diz. “Todo o mundo que conhece a Nayara sabe que ela não faria isso [suicídio]”.

A última vez que Guilherme conversou com a irmã foi no aniversário dela, no dia 3 de julho. Ele afirma que ela estava feliz. “E minha mãe falou com ela no dia 7, às 20h, ela estava fazendo planos, que ia voltar para a academia. A pessoa que está tentando se matar não vai fazer planos.”

Guilherme acrescentou que ele não conhecia pessoalmente Rodrigo Del Valle Mijac, namorado de Nayara, e que estava no apartamento no momento do acidente. “Ele chegou a ligar para o meu pai, relatando o que aconteceu. Ele [Rodrigo] fala que eles chegaram do restaurante e que ele estava sentado na sala, quando ela saiu correndo e pulou [da sacada], sem falar com ninguém.”

É essa contradição de informações, já que a babá diz ter ouvido barulhos e gritos, que a família deseja esclarecer.

O Itamaraty informou em nota que está prestando assistência cabível à família da vítima, por meio do Consulado-Geral do Brasil em Santiago. A família quer que o corpo de Nayara seja traslado ao Brasil para que seja realizado o desejo da modelo de ser cremada e suas cinzas jogadas ao mar.

De acordo com Guilherme, por causa da pandemia da Covid-19, eles não estão conseguindo ir até Santiago cuidar das tratativas. Ainda segundo ele, o corpo da irmã deve ser liberado pelas autoridades chilenas nesta quarta-feira (14).

No Instagram, Eliane Marcos Vit, mãe de Nayara, disse que o “momento é de extrema dor”. “Um punhal está cravado em meu coração. As orações e solidariedade dos familiares, amigos e a fé em Deus têm nos mantido em pé. Ela era a personificação do amor, da caridade, da solidariedade, da beleza e do sorriso mais lindo que já vi”, escreveu ela.

Nascida em Campo Grande, Nayara morava há 16 anos no Chile, onde chegou a participar do programa Toc Show, atração exibida diariamente na televisão.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="775264" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]