Corpo de Jô Soares é cremado na região de São Paulo

Humorista e apresentador morreu no início da madrugada de sexta-feira (5) no Hospital Sírio-Libanês, localizado na capital paulista.

Redação - 06 de agosto de 2022, 13:05

(Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)
(Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)

O corpo de Jô Soares foi cremado neste sábado (6) em Mauá, na Grande São Paulo. O humorista e apresentador morreu no início da madrugada de sexta-feira (5) no Hospital Sírio-Libanês, localizado na capital paulista.

A cerimônia e o velório de Jô foram restritos à família e a amigos próximos. As causas da morte do artista não serão divulgadas

O anúncio do falecimento de Jô Soares foi feito pela ex-esposa dele. “Você é orgulho pra todo mundo que compartilhou de alguma forma a vida com você. Agradeço aos senhores Tempo e Espaço, por terem me dado a sorte de deixar nossas vidas se cruzarem. Obrigada pelas risadas de dar asma, por nossas casas do meu jeito, pelas viagens aos lugares mais chiques e mais mequetrefes, pela quantidade de filmes, que você achava uma sorte eu não lembrar pra ver de novo, e pela quantidade indecente de sorvete que a gente tomou assistindo”, escreveu Flávia Pedra em uma rede social. 

As cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro decretaram luto oficial pelo falecimento do artista. O presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) afirmou ontem que Jô foi um “exemplo de postura e bom humor”.

JÔ SOARES

Jô Soares tinha 84 anos e era humorista, apresentador, diretor, escritor e pintor. Estudou na Suíça e nos Estados Unidos, falava diferentes idiomas e deixou de estudar relações internacionais para dedicar-se à vida artística.

Trabalhou em emissoras de televisão como a Globo, o SBT, a Record, a Tupi e a Excelsior. Em 1981, pela emissora de Roberto Marinho, foi ao ar o humorístico Viva o Gordo, que tinha o artista como principal atração.

Em 1987, trocou a Globo pelo SBT para apresentar um talk show, o Jô Soares Onze e Meia. Retornou à emissora no ano 2000, quando foi criado o Programa do Jô, em formato semelhante ao que comandou no canal de Sílvio Santos. A atração ficou no ar durante 16 anos.