Couto Pereira será palco da pré-estreia do filme do Alex

Redação


O documentário Alex Câmera 10, produzido por Adriano Rattmann e dirigido por Cauê Serur, será exibido pela primeira ao público no dia 11 de outubro (sexta-feira), às 19h30, no estádio Couto Pereira. A estreia nacional nos cinemas será no dia 24 de outubro, em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

O filme mostra os dois últimos anos da carreira do jogador que escolheu o Coritiba, seu time do coração, para encerrar a carreira após retornar da Turquia. São imagens exclusivas de lances, gols e bastidores que deixarão saudade nos admiradores de um bom futebol.

“Acompanhamos o Alex muito de perto para deixar registrada a história de uma dos maiores camisas 10 de todos os tempos do futebol brasileiro. É um filme que interessa a qualquer pessoa que goste de futebol, independente do seu time do coração”, explica Adriano Rattmann.

Através de depoimentos de grandes nomes do futebol brasileiro, o filme aborda a carreira do jogador que foi ídolo também no Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe. Nomes como Zico, Pêpe, Dirceu Lopes, Dirceu Kruger, Sicupira, Afonsinho, Evair, Djalminha, Neto, Zinho, Juninho Pernambucano, Gilberto Silva, Juca Kfouri, Mauro Beting, Paulo Vinicius Coelho, entre outros, fazem parte do elenco.

O documentário traz cenas e histórias impressionantes ocorridas em Istambul onde Alex reencontrou amigos e fãs, entre eles Murat, um solado que perdeu os pés na guerra e fez uma prótese semelhante aos pés do ídolo Alex.

As emocionantes despedidas no Coritiba, diante do Bahia na ultima rodada do Brasileirão de 2014 e as homenagens recebidas no Palmeiras e no Cruzeiro fazem parte do filme de 97 minutos.

No palco do Teatro Guaíra, enquanto escuta o poema A Bola, de Marcos Prado, Alex reencontra algumas das bolas mais importantes da carreira; a do primeiro gol pelo Palmeiras em 1997; a da estreia na Champions League pelo Fenerbahçe; a da tríplice coroa pelo Cruzeiro e a bola de campeão paranaense pelo Coritiba, em 2014.

“Trata-se de um filme cheio de detalhes que enriquecem a brilhante história do Alex”, conta o diretor, Cauê Serur.

Além da exibição no Couto Pereira, haverá pré-estreia em Belo Horizonte, dia 14 de outubro e em São Paulo, dia 21 de outubro, além de cabines de imprensa em São Paulo e Rio de Janeiro, nos dias 15 e 16 de outubro.

Previous ArticleNext Article