Curitiba recebe Congresso e festival que têm como tema a felicidade

Brunno Brugnolo - Metro Curitiba


Curitiba recebe neste fim de semana a terceira edição do Congresso Internacional da Felicidade. Depois de dois anos seguidos na Ópera de Arame, o evento acontecerá no Expo Renault Barigui – mais espaçoso –, já que no ano passado as inscrições acabaram rapidamente.

Focado no bem-estar, qualidade de vida e autoconhecimento, o congresso traz grandes estudiosos do país e do exterior para abordar a felicidade sob diversos pontos de vista. “São diferentes correntes e ideias para tratar a felicidade a partir de quatro aspectos base: filosófico, artístico, científico e de tradições espirituais. São pessoas de várias partes do mundo que muita das vezes têm pontos de vista antagônicos”, explica o idealizador do evento, Gustavo Arns, que cita abordagens distintas de palestrantes de outras edições, como o sociólogo italiano Domenico de Masi, autor do “Ócio criativo”, e de Monja Coen – presente novamente em 2018 –, que acredita que devemos buscar a felicidade dentro de nós mesmos.

“[A felicidade] é um conceito muito subjetivo. Se você perguntar a 100 pessoas o que querem da vida, 98 vão fizer que querem ser felizes. Uma pode falar quer ser rica, mas para ser feliz, assim como constituir família e ter sucesso, também para ser feliz”, diz Arns.

Embora cercado de subjetividade, o tema avançou bastante nos últimos tempos. “A ciência já comprovou fatos para se ser feliz, como a química cerebral. A neurociência já mapeou o que pode se fazer de prático para ser feliz”, completa.

Nesta edição, inclusive, um dos principais palestrantes é o israelense Tal Ben-Shahar, professor PdD em psicologia positiva do curso mais concorrido da Universidade de Harvard (EUA): “A ciência da felicidade”. “Meu objetivo é trazer a felicidade à vida – para indivíduos, grupos e organizações. Procuro fugir da linguagem academicista da pesquisa conduzida nas universidades, usando material acessível, que a maioria das pessoas pode aplicar em sua vida pessoal e profissional. Com o foco em melhorar o bem-estar, minha abordagem é interdisciplinar, com base em psicologia, comportamento organizacional, educação e filosofia”, diz Ben-Shahar.

Além dele, também estarão presentes nomes como Monja Coen, fundadora da Comunidade Zen Budista do Brasil, Gustavo Cerbasi, especialista em finanças pessoais, Leandro Karnal, professor, escritor e historiador e Bruna Lombardi, atriz, poeta e escritora, criadora do programa Rede de Felicidade, no qual entrevista pessoas no mundo inteiro a respeito do tema.

De graça

Paralelamente ao congresso, também no Parque Barigui, acontecerá o III Festival de Felicidade, evento aberto à população, com meditação, yoga, teatro, apresentações de música, lançamento de livros e uma praça gastronômica.

Haverá ainda tenda de yoga, espaço kids, spa zen e feira holística com venda de livros e outros produtos que visam uma vida mais saudável. O spa zen contará com profissionais de reflexologia, acupuntura, homeopatia, fitoterapia, musicoterapia, aromaterapia, reiki, yoga e dança circular, entre outros.

Serviço

Congresso Internacional da Felicidade e Festival da Felicidade, sábado (3), das 7h30 às 19h40, e domingo (4), das 9h às 20h, no Expo Renault Barigui. Mais informações nos sites www.congressodefelicidade.com.br e www.festivaldefelicidade.com.br

Previous ArticleNext Article