Dani Calabresa desabafa após denúncias de assédio contra Marcius Melhem: “temos que lutar”

Redação

dani calabresa marcius melhem assédio revista piauí globo

A humorista Dani Calabresa se pronunciou pela primeira vez após a reportagem da revista Piauí sobre as denúncias de assédio contra Marcius Melhem, ex-diretor de humor da Rede Globo. Pelo Instagram, ela agradeceu as mensagens de apoio e disse que precisou se defender para recuperar a saúde mental.

“Nunca quis ser vista como uma mulher assediada.. mas pra recuperar minha saúde precisei me defender. Nunca procurei a Imprensa. Tomei as medidas cabíveis pra conseguir ajuda. Tudo é muito difícil, DA [sic] MEDO, vergonha, mas temos que lutar por respeito e justiça. Não passarão. Assédio é crime!”, publicou ela.

Além disso, ela ainda agradeceu a advogada Mayra Cotta, que representa as vítimas assediadas por Melhem, Manoela Miklos, cientista política que deu suporte ao longo do processo, e a atriz Maria Clara Gueiros, com quem dividiu as experiências e serviu de apoio.

“Toda minha solidariedade às mulheres que passam por isso e têm medo de denunciar. É impressionante a luta que uma mulher precisa travar pra provar que é vítima. DENUNCIEM!!!”, completou Dani Calabresa.

 

DANI CALABRESA ACUSOU MARCIUS MELHEM DE ASSÉDIO; DENÚNCIAS FORAM REVELADAS POR REVISTA

A humorista Dani Calabresa foi uma das pessoas que sofreu com assédio de Marcius Melhem, ex-ator e diretor da Rede Globo.

Em reportagem da revista Piauí, o caso foi destrinchado conforme relatos de 43 pessoas envolvidas no caso, sendo duas vítimas de assédio sexual, sete de assédio moral e três de ambos os tipos. De acordo com a publicação, as situações aconteceram dentro e fora dos estúdios da Globo.

Uma das cenas mais constrangedoras denunciadas pela Piauí aconteceu no bar Vizinha 123, no Rio de Janeiro. Melhem chamou a equipe para acompanhar o episódio 100 do Zorra Total. Durante uma música do karaokê, o diretor tentou encostar o corpo ao de Dani. Ela tentou se esquivar em todos os momentos, mas ele chegou a puxar a cabeça e tentou beijá-la. Ela conseguiu evitar o beijo e saiu do palco.

Na sequência da noite, Dani Calabresa foi ao banheiro e deu com Melhem, que tentou agarrá-la. Ele imobilizou ela com uma das mãos e forçou novamente um beijo. A atriz cerrou a boca e virou o pescoço, mas ele lambeu o rosto dela. Em seguida, ele colocou o órgão genital para fora da calça e ela, ao tentar se soltar, encostou no pênis do diretor. Ao conseguir sair da situação, ela voltou ao salão da festa e teve uma crise de choro.

Além de outros episódios caracterizados como assédio sexual, Melhem também teria sabotado alguns trabalhos de Dani Calabresa. Um deles foi um veto do então diretor do Zorra para que ela participasse de um programa de Miguel Falabella.

Em resposta à revista Piauí, Melhem se recusou a dar entrevista porque considerou que a publicação deu a sentença a ele e que nada que ele falasse iria “mudar  esse perfil construído de abusador, quase psicopata”.

Previous ArticleNext Article