Dona Lourdes, ex-vereadora de Curitiba, morre aos 93 anos

Redação

Dona Lourdes, ex-vereadora de Curitiba, morre aos 93 anos

A ex-vereadora de Curitiba, Dona Lourdes, morreu na madrugada desta quinta-feira (1°), aos 93 anos, no Hospital Ônix Batel. Ela foi internada no dia 30 de março com suspeita de AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Maria de Lourdes Beserra de Sousa foi vereadora de Curitiba por quatro legislaturas, de 2005 a 2020. A ex-parlamentar não concorreu na eleição passada.

“Com 4 mandatos consecutivos, completando 16 anos de parlamento sem descanso, a vereadora, que decidiu não disputar a reeleição, encerra sua trajetória no Legislativo”, disse a CMC (Câmara Municipal de Curitiba) em homenagem a ex-parlamentar em 2020.

De acordo com sua assessoria de imprensa, o velório da Dona Lourdes do Santa Quitéria acontecerá às 14h, no Cemitério Municipal.

“Pedimos orações para que ela siga seu caminho. Em razão da pandemia, pedimos que não haja aglomeração de pessoas. Sua oração, feita em sua casa e em segurança é importante.”

QUEM FOI A VEREADORA DONA LOURDES?

A parlamentar nasceu em 3 de dezembro de 1927 em Ituporanga, em Santa Catarina. Ela iniciou sua carreira profissional em sua cidade natal, na Central Telefônica Catarinense. Em seguida, transferiu-se para Blumenau (SC) e veio para Curitiba, onde trabalhou em outra central.

É viúva desde 1993 de Adelmo Beserra de Souza, é mãe de Rosângela e de Rosane (já falecida). Vereadora da cidade de Curitiba de 2005 a 2020, Dona Lourdes do Santa Quitéria, como é conhecida, realizou diversos trabalhos sociais no município.

Tinha como bandeiras a justiça social e a defesa dos direitos dos trabalhadores e excluídos da sociedade. Em 2016, foi a pessoa mais velha eleita vereador no Brasil, aos 88 anos de idade, para seu quarto mandato consecutivo.

Sua atuação foi voltada aos bairros, à cultura popular e ao acesso à educação e à saúde. No Santa Quitéria, atendeu dezenas de pessoas por dia, em busca de soluções para suas necessidades básicas e direitos sociais.

Na Câmara de Curitiba, participou das comissões de Educação, Cultura e Turismo; de Participação Legislativa; do colegiado especial de Assuntos Metropolitanos; e do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, dentre outros. É coautora, por exemplo, de leis municipais para aumentar o valor da multa a terrenos baldios (lei 14.950/2016) e para a instalação de circos itinerantes na cidade (lei 15.129/2017).

Maria de Lourdes Beserra de Sousa aposentou-se como telefonista. Ela deixa filha, cinco netos e uma bisneta.

CMC LAMENTA MORTE

A CMC lamentou a morte da vereadora Dona Lourdes, “não se atrasava e fazia  questão de votar nos projetos e se erguer da cadeira, ainda que com dificuldade, na apreciação dos requerimentos dos colegas vereadores”.

“Com ela em plenário, ninguém tinha desculpa para se distrair, pois a parlamentar, ainda que falasse pouco na tribuna, exercia sua liderança pelo exemplo (…) Com a família, no ano passado, em meio à pandemia, decidiu não se candidatar novamente ao cargo, mesmo após quatro vitórias consecutivas nas urnas.”

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="754963" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]