Escritora paranaense conquista 23 prêmios internacionais de literatura

Ana Cláudia Freire

Escritora paranaense Adriana Gavazzoni conquista 23 premios internacionais

A escritora e advogada paranaense, Adriana Gavazzoni, coleciona 23 prêmios internacionais de literatura, por sua trilogia Hidden Motives (Motivos Ocultos), escrita originalmente na língua inglesa.

As obras Behind The Doors, Lara´s Journal e The Brilliant Game conquistaram juntas 5 medalhas de ouro, 1 de bronze, 6 menções honrosas e foram finalistas em 11 premiações.

Adriana Gavazzoni mora em Curitiba e é natural de Foz do Iguaçu, oeste do Paraná.

Aqui no Brasil, a autora exerce a profissão de advogada e se divide entre a capital do País e o Paraná. Escrever veio como parte do sonho que Adriana tinha desde a infância.

Inspirada pela literatura que trata de suspenses psicológicos, a escritora brasileira resolveu se aventurar pelo mundo do mercado editoral americano e desde então vem conquistando mais e mais leitores, dentro e fora do País.

Motivos Ocultos conta a saga de uma médica psiquiatra que trata pacientes com transtornos sexuais. Os livros foram lançados nos Estados Unidos em 2017 e, através da indicação dos leitores, as obras foram indicadas para concorrerem a prêmios de literatura nos Estados Unidos.

A trilogia foi escrita e premiada fora do Brasil porque Adriana não quis misturar sua profissão de advogada com o sonho de escritora.

Suas obras são romances de suspense psicológico com um toque de erotismo. Foi por esta razão pela qual a escritora resolveu se aventurar lá fora.

“Toda minha produção é em inglês, mas a intenção é traduzir e lançá-los no Brasil também. Como os livros tem um toque de erotismo, senti que no começo não seria legal ter um cliente aqui no Brasil que relacionasse o meu trabalho literário com o de advogada”, conta a escritora.

Os dois primeiros livros da trilogia já foram lançados por aqui. O primeiro, traduzido para “Atrás da Porta”, foi lançado na Bienal de São Paulo em 2018.

O segundo livro “O Diário de Lara”, disponível somente na versão e-book, também já está à disposição do leitor brasileiro. O lançamento do terceiro livro, ainda sem tradução para o português, deve acontecer ainda este ano.

Sobre a linha literária escolhida pela autora, Adriana conta que um bom livro precisa ser misterioso. “Sempre acho que um bom livro tem que ter mistério. Se eu começo a ler um livro e decifro o mistério logo nas primeiras páginas, perco o interesse por ele. Quando escrevo quero que o leitor só descubra o mistério na última página, ou não. Quero que o leitor se envolva com as personagens até o fim”, relata a autora.

A imprensa internacional vem dando notoriedade à escritora e além das premiações nos EUA, os livros já foram reconhecidos no Canadá e na França.

Um quarto livro já foi lançado nos Estados Unidos e em breve também estará disponível no Brasil. Sketches of Life (Rascunhos da Vida), foge do enredo dos três primeiros livros e narra um romance histórico que se passa entre as duas Grandes Guerras Mundiais.

Sobre morar fora do Brasil, Adriana diz que não pensa nisso, mas diz que está aberta a todas as possibilidades que forem surgindo. “Se eu virar best seller nos EUA, quem sabe me mudo pra lá”, brinca a advogada e autora.

 

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista - Chefe de Redação do Paraná Portal