Espetáculo francês estreia no Festival de Teatro

Redação e Assessoria


“Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, texto do português Tiago Rodrigues, traduzido para o francês e encenado pelo diretor Thomas Quillardet, com a companhia 8 Avril, é uma peça vista por meio dos olhos de uma criança de 9 anos. O mundo a partir da sensibilidade e consciência de alguém que ainda não endureceu, nem perdeu o ímpeto e o desejo de revolução a partir das pequenas coisas. O espetáculo estreia no Brasil na Mostra da 27ª edição do Festival de Curitiba, com apresentações nos dias 30 e 31 de março, às 21 horas, no Guairinha.

A produção conta a história de uma menina que atravessa a cidade de Lisboa em busca de uma única pessoa que pode ajudá-la: o primeiro ministro Pedro Passos Coelho. Autor e diretor tentam, com este espetáculo, interferir em nossa percepção e ideia da realidade social e política, bem como, no próprio teatro. Fazem parte do contexto, a crise econômica, a aventura heroica de um urso de pelúcia com tendência suicida chamado Judy Garland, o Discovery Channel, uma violinista que é só uma fotografia, um pantera negra, o dicionário escolar da editorial Sampaio, o cientista búlgaro ou dramaturgo russo Anton Tchekhov, e uma menina alta para a sua idade a quem a mãe chamava de girafa.

Mergulhado nas esperanças do imaginário infantil, o espetáculo mostra um medo do que as crianças pensam e a indignação do que os adultos fazem, de forma divertida e engraçada. Uma obra com dimensão poética e política que foi um dos maiores destaques da última edição do Festival de Avignon.

Veja também:

> Mostra se preocupa com inclusão e traz artistas censurados para Curitiba
> “Manual de autodefesa intelectual” critica as mistificações do senso comum
> Peça revive Anne Frank e os pesadelos da perseguição nazista

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="513906" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]