Estúdio de animação de Curitiba cria série animada em parceria com a Finlândia

Redação e Assessoria


A SPIRIT Animation tem o objetivo de se tornar a “Pixar Brasileira”, o estúdio de animação que tem sede em Curitiba completa, em 2018, 13 anos de atuação e vem acumulando muitas conquistas. Uma delas acaba de ser divulgada: a criação de uma série animada em parceria com a Finlândia.

A série, Walking Walnut™, que já está em desenvolvimento, planeja ter 52 episódios em sua primeira temporada. “Estamos muito felizes em ver o reconhecimento do mercado global no talento criativo Spiritiano. Há tempos produzimos conteúdos, não somente para o Brasil, mas pensando nas pessoas ao redor do mundo. A cada dia este objetivo se torna mais e mais real. Inspirar crianças e famílias de nosso estimado planeta”, conta Fernando Macedo, CCO da SPIRIT.

Produzida exclusivamente no Brasil, a série será feita em 2D e conta com o envolvimento de cerca de 30 profissionais, e tem como enredo principal histórias divertidas sobre um grupo de personagens que vivem em uma ilha. “Os episódios tendem a enfatizar atividades cotidianas, como habilidades sociais, perdão, não deixar seu amigo para trás e aprender coisas novas”, conta Fernando.

A parceria se iniciou durante o MIPCOM, o maior evento de conteúdos audiovisuais do mundo, em Cannes, em 2014. Durante esses quatro anos, tanto o criador da série quanto a SPIRIT mantiveram contato e em 2018 surgiu o convite para a sociedade na criação da série.

“O talento da SPIRIT para a produção do Walking Walnut é incrível e eu admiro como eles fazem as coisas melhor e melhor dia após dia. É muito bom saber que podemos contar com as pessoas excepcionais da SPIRIT, que trabalham com paixão pela animação. Quando compartilhei nossos rascunhos de personagens da série com o pessoal da SPIRIT foi isso que eu vi, paixão. E certamente esse foi um dos motivos para termos passado Walnut para as mãos da SPIRIT”, disse Kalle Kujala, o finlandês criador da série.

No momento, a equipe do estúdio curitibano está trabalhando no episódio piloto, mas a previsão de produção da série completa é de 18 meses. E a ideia é trazer o produto nos mais variados idiomas, inclusive português. “Nossa intenção é levar essa animação para o maior número de países possíveis e poder levar uma mensagem bacana para a criançada. Todas as histórias da série transmitem valores que ajudam as crianças a se relacionarem sem esquecer do humor e do entretenimento, conceitos bem importantes para o estímulo da criatividade dos pequenos”, disse Fernando.

Previous ArticleNext Article