“Farinha com açúcar” faz crítica a violência policial contra negros

Andreza Rossini


O espetáculo que mistura teatro e música “Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens” é a materialidade cênica e poética que o dramaturgo, ator e diretor Jé Oliveira, do Coletivo Negro, escolheu para formalizar sua investigação sobre a construção da masculinidade negra periférica.

A peça critica a violência nas periferias e as mortes ocorridas durante as ações policiais. Durante a apresentação, os artistas também chamam a atenção sobre como os moradores da favela são tratados fora dela, utilizando exemplo de descaso quando um trabalhador chega ferido ao hospital e é tratado como bandido.

Com grande estrutura de cenário, som e imagem, a atuação de Jé Oliveira é surpreendente e aproxima o público da realidade da periferia, quando serve à plateia farinha com açúcar, o único alimento que tinha.

Ao contar e narrar a história utiliza diversas músicas do grupo Racionais MC’s, o que também torna a peça um tributo aos rapper’s.

Jé Oliveira, que idealizou a peça, também atua, dirige e é acompanhado por cinco músicos que apoiam a narrativa baseada em entrevistas com 12 homens negros da periferia paulista durante um ano. “Esse espetáculo é uma intenção sobre a vida, é uma afirmação da existência mesmo sob os escombros. Os encontros que tive com cada entrevistado foram de vida que pulsa e espero ter traduzido um pouco disso na encenação e trajetória da obra”, explica Oliveira.

Foto: Andreza Rossini/Paraná Portal
Foto: Andreza Rossini/Paraná Portal

O espetáculo é finalizado com crítica social e política, que incentiva o público a “lutar por seus direitos”.

Há quase um ano apresentada em várias cidades do país, “Farinha com Açúcar” é uma “peça-show”, com a participação dos músicos Cássio Martins, Fernando Alabê, Mauá Martins, Melvin Santhana e DJ Tano – ZáfricaBrasil. Em algumas apresentações estão presentes, KL Jay, dos Racionais Mc’s, no comando das pickups.

A apresentação é parte da 26ª edição do Festival de Teatro de Curitiba.

Serviço:

Data: 09 de abril
Horário: 21 horas
Onde: Sesc da Esquina
Ingressos: R$ 70

 

 

Previous ArticleNext Article