Fernando Calderari, artista plástico paranaense, morre aos 82 anos

Morreu na madrugada desta terça-feira (14) o artista plástico paranaense Fernando Calderari, aos 82 anos.O velóri..

Mirian Villa - 14 de dezembro de 2021, 09:15

Divulgação/Maria Fernanda Calderari
Divulgação/Maria Fernanda Calderari

Morreu na madrugada desta terça-feira (14) o artista plástico paranaense Fernando Calderari, aos 82 anos.

O velório será restrito apenas para familiares e amigos, a partir das 10h, no Cemitério Parque Iguaçu. O sepultamento está marcado para às 17h, no mesmo local.

A morte, segundo familiares, foi por causas naturais. Ele deixa dois filhos, entre eles a pintora Maria Fernanda, e dois netos.

ARTISTA PLÁSTICO FERNANDO CALDERARI

Nascido em 19 de fevereiro de 1939, Fernando Rogério Senna Calderari é natural da Lapa, município da Região Metropolitana de Curitiba. Ele se formou em Pintura na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, além de Didática Especial em Desenho na Universidade Católica do Paraná.

O artista plástico paranaense foi aluno de Guido Viaro, Theodoro de Bona e Erbo Stenzel de 1959 a 1962. Apenas um ano depois, já no Rio de Janeiro, ele expôs individualmente pela primeira vez, na Galeria Gead.

Em 1965, fez estágio no Ateliê de Gravura do Museu de Arte Moderna, quando foi aluno de Edith Behring e Roberto De Lamonica. Foi nesse período que a fascinação pelo mar se desenvolveu e é considerada a mais importante para a formação de conteúdo da pintura de Fernando Calderari.

obra de Fernando Calderari Obra de Fernando Calderari (Foto: Divulgação/Maria Fernanda Calderari)

Na década de 70, participou do Congresso da Associação Internacional de Artes Plásticas em Varna (Bulgária). No mesmo período, orientou o Ateliê de Gravura de Criatividade de Curitiba e participou da comissão julgadora do Salão Paranaense de Belas Artes, na capital paranaense.

Em 1980, deu aulas de gravura, pintura, teoria, restauração e conservação da pintura na Escola de Belas Artes do Paraná. Cinco anos depois, atuou como membro da comissão de seleção e premiação do Salão Nacional de Arte Religiosa, no Museu Universitário da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná).

O pintor paranaense possui obras em vários acervos Oficiais e particulares, no Brasil e no exterior. Você pode conferir dois trabalhados dele clicando aqui!

A obra mais famosa de Fernando Calderari, as 'marinas' estão espalhadas por salas de museus. Há exemplares no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, Museu de Arte contemporânea de São Paulo, Museu de Arte do Paraná, Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado São Paulo e no  Museu Skopj - Yugoslávia.