Festival de etnias celebra cultura de imigrantes no Teatro Guaíra

O Teatro Guaíra mantém apresentações com diversos grupos folclóricos paranaenses diariamente até 14 de julho. O objetivo..

Fernando Garcel - 04 de julho de 2018, 18:10

Foto: Grupo Folclórico Ucraniano Poltava
Foto: Grupo Folclórico Ucraniano Poltava

O Teatro Guaíra mantém apresentações com diversos grupos folclóricos paranaenses diariamente até 14 de julho. O objetivo do festival é motivar a preservação das características culturais dos imigrantes que se estabeleceram no Paraná.

As apresentações ressaltam a música, canto e dança com cores e o brilho dos trajes e adereços apresentados por cada cultura.

Nesta quarta-feira (4), a partir das 20h30, quem se apresenta é o Grupo Folclórico Ucraniano Poltava. Atualmente o grupo conta com integrantes de todas as idades, que participam de atividades de dança, coral, orquestra e capela de banduristas. Além da catequese, aulas de bordado e pêssankas (tradição ucraniana dos ovos de Páscoa) e da recém-formada Escola de Música Poltava.

Na quinta-feira (5), a cultura da Espanha será o destaque do festival. O Grupo Folclórico do Centro Espanhol é composto por grupos menores que representam as diversas regiões da Espanha, como a Galícia, Aragón e Andalucia. Todos eles têm o objetivo comum de aperfeiçoar o trabalho desenvolvido a cada ano e levar ao público os aspectos mais belos e originais da cultura espanhola.

Na sexta-feira (6), o Grupo Folclórico Original Einigkeit Tanzgruppe apresentam as tradições das regiões europeias de influência germânica, ou seja, regiões da Alemanha, Áustria e Suiça. Já o Grupo Folclore Greco Neoléa do Paraná mostram as danças gregas vindas de todas as regiões, as quais tem sido adaptadas através de todo o mundo grego.

Confira o restante da programação:

7 de julho às 19 horas – Grupo Folclórico Piccola Itália: Fundado em 1991, conta hoje com cerca de 60 componentes, divididos em Infantil, Adulto e Master. O grupo é um dos mais completos com danças originais, como Sardegna, Sicilia, Calabria, Campagnia e Molise, tendo assim cerca de sessenta coreografias diferentes. Sendo que para cada coreografia, contamos com trajes diferenciados de cada região da Itália.

Grupo Folclórico Isola Del Sole: Atualmente o grupo é composto por 30 integrantes que, de maneira contagiante, vibrante e forte, com orgulho transmitem o amor pela tradição siciliana. Suas apresentações são resultado de esforço e dedicação para manter viva esta tradição e se destinam a eventos promovidos pela Aintepar, recepções do Consulado, bem como festas de famílias italianas, escolas, empresas, restaurantes, sociedades diversas e outras realizações que tenham interesse em propagar a cultura siciliana.

8 de julho às 20h30 – G. F. Nipo-Brasileiro de Curitiba – Nikkei: O grupo nasceu com o nome de Tomonokai (Clube de Amigos), em 11 de agosto de 1946. Passou por várias fusões e transformações até tornar-se a atual Sociedade Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba.

9 de julho às 20h30 – Centro de Tradições Brasileiras Santa Mônica: A Invernada Artística formou-se inicialmente com um pequeno grupo de danças folclóricas gaúchas. Com o passar do tempo expandiu-se, possuindo hoje Invernada Artística Adulta, Juvenil, Mirim e Veterana, envolvendo a participação de mais de 150 integrantes. As festas populares e o folclore brasileiro são os mais expressivos e ricos do mundo, manifestando-se nas canções, lendas, danças, crendices e na literatura.

Grupo Folclórico Holandês de Castrolanda: A Holanda é um país composto de doze diferentes províncias. Cada qual tem sua própria tradição, seu dialeto e seus trajes. O Grupo Folclórico Holandês de Castrolanda apresenta-se de uma forma modesta, porém totalmente original, nos trajes da cidade marítima de Volendam, considerando a simplicidade de suas danças e de suas apresentações, como forma mais pura do “folclore” holandês, que falam sobre o amor, a vida e a luta do homem na construção de sua pátria.

10 de julho às 20h30 – Conjunto de Canto e Dança Junak: A apresentação é uma viagem fantástica às tradições do povo polonês. O grupo, que tem 51 anos de vida e um cirrículo com mais de 1500 apresentações, tem sua autenticidade e nível técnico reconhecidos pelo Ministério da Cultura Polonês.

11 de julho às 20h30 - Grupo Folclórico Italo Brasileiro Santa Felicidade: Há mais de 20 anos participando do Festival Folclórico e de Etnias do Paraná, o Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro de Santa Felicidade é mantido por um grupo de pessoas da própria comunidade preocupadas em resgatar, preservar e divulgar os usos e costumes trazidos pelos imigrantes.

12 de julho às 20h30 - Grupo Folclórico Italiano Anima Dantis: Criado em 1999, o grupo dá continuidade ao trabalho desenvolvido por Cavaliere Ernani Zétola no Grupo Folclórico Italiano de São José dos Pinhais, primeiro grupo deste tipo a ser criado no Brasil. Através das apresentações de parte da cultura italiana, busca ensinar os mais jovens, encantar os adultos e emocionar os mais velhos.

Grupo Folclórico Boliviano: O folclore boliviano está muito presente nas manifestações culturais da Bolívia, e de forma particular no famoso carnaval de Oruro nomeado pela Unesco como Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade graças à variedade de etnias, riqueza de danças, cores e ritmos. Sob esta visão, o grupo traz, neste espetáculo, um pouco deste folclore com suas danças.

13 de julho às 20h30 - Grupo Folclórico Germânico Alte Heimat: Com o intuito de buscar a perpetuação da cultura germânica, com seus costumes, músicas, trajes e danças da Alemanha, Áustria e Suíça, foi fundado no dia 10 de abril de 1964, por Helmut Abeck, Isa Marchmann e Ingborg Ulrich o Grupo Folclórico Germânico.

14 de julho às 19 horas - Grupo Folclórico Árabe Masbha: Ligado à Igreja Ortodoxa São Jorge, o grupo é aberto a todos aqueles que queria ajudar a preservar, resgatar e divulgar os costumes trazidos pelos imigrantes árabes. Experiente, com apresentações em festivais, festas típicas e festas da comunidade árabe, o grupo sobe ao palco para mostrar ao público tradições de uma população que hoje totaliza cerca de 350 milhões de pessoas.