Festival de cultura popular agita final de semana

Pedro Ribeiro


A arte popular do Paraná e do Brasil toma conta de Palmeira, a 80
quilômetros de Curitiba, neste final de semana. De sexta-feira até domingo (8, 9 e 10/11),
a cidade recebe o festival Tocadores – Encontro de Tradições, que vai reunir
grupos folclóricos, artesãos e mestres da tradição popular do Paraná. Toda a
programação é gratuita, contando com apresentações, palestras e oficinas de
artes.

Um grande palco será montado na Praça Marechal Floriano Peixoto, no Centro
Histórico, para a interação e troca de experiências entre público e
artistas. A programação vai das 8h até às 22h, na sexta e sábado, e até 20h
no domingo.

Um dos destaques é o grupo Congada Ferreira da Lapa, que celebra 200 anos de
aniversário, assim como Palmeira. O grupo será homenageado no evento com uma
exposição fotográfica – assinada por Daniel Castellano.

A Congada da Família Ferreira, sediada na Lapa, atualmente é a única em
atividade no Estado. É mantida com amor e dedicação pelo embaixador Ney
Manoel Ferreira e por seu irmão, o Rei Miguel Ferreira, que conduzem o grupo
por décadas e trabalham arduamente para dar continuidade a esta tradição no
Paraná. Realizada em homenagem a São Benedito, a apresentação conta com
versos, músicas, danças e uma encenação que conta a história de um mal
entendido entre o Rei do Congo e o embaixador que representa a Rainha Ginga,
de Angola.

Outros destaques são a Orquestra Paranaense de Viola Caipira de Cascavel, o
Grupo de Fandango Mestre Eugênio de Paranaguá (formado exclusivamente por
crianças) e o Folclore Ucraniano Spomen de Mallet. Participam também os
mestres Itaercio Rocha com oficina de Estandartes e Leonardo da Cruz do
Quilombo Paiol de Telha de Guarapuava com Dança Afro. O Coletivo Kokir de
Maringá faz exposição e palestras de arte indígena, assim como Xondaro Arte
Indígena de Curitiba, entre outras atrações.

Em paralelo, haverá feira de artesanato, com diversas cooperativas de todo o
Paraná. Entre outras, estarão presentes os Artesãos da Lapa, Artesãos de
Guaraqueçaba, Bordadeiras de Prudentópolis, Pêssankas de União da Vitória,
Mulheres de Santo Antônio da Platina e Outro Olhar – Cooperativa de Artesãos
Guaranis de Guarapuava. Outros grupos e cooperativas ainda confirmam
presença até o evento.

Realização

O Encontro de Tradições é realizado com apoio da Copel por meio do PROFICE –
Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura da Secretaria de
Comunicação Social e Cultura do Governo do Estado do Paraná.

A primeira edição do Encontro de Tradições aconteceu em 2017, na cidade
litorânea de Antonina, reunindo grupos e artistas de todo o estado.
Fandango, cortejo pela cidade, danças ucranianas, indígenas e afro marcaram
os três dias de festa, além da feira de artesanato e de apresentações
artísticas.

O evento é organizado pela Olaria Projetos de Arte e Educação, e tem Lia
Marchi como curadora e LM. Stein  como produtor. A dupla tem um extenso
trabalho de documentação e divulgação de tradições populares, tendo
registrado ao longo de 20 anos diferentes culturas do Brasil e de Portugal,
editando livros e documentários.

2º Tocadores – Encontro de Tradições
Data: 8, 9 e 10 de novembro – quinta, sexta-feira e sábado
Local: Praça Central de Palmeira – Praça Marechal Floriano Peixoto – Centro
Histórico, Palmeira
www.encontrodetradicoes.com.br
www.youtube.com/liamarchi

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal