Gisele se declara ao marido após aposentadoria: 'Deixa legado e exemplo'

Em longo texto, deixou claro a admiração que tem por ele e contou sobre como ele a fez entender e torcer por futebol mesmo sem nunca ter visto um jogo antes de conhecê-lo.

Folhapress - 03 de fevereiro de 2022, 14:24

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

A modelo Gisele Bündchen, 41, resolveu se declarar ao marido, o agora ex-jogador Tom Brady, 44, após o atleta se aposentar dos gramados. Em longo texto, deixou claro a admiração que tem por ele e contou sobre como ele a fez entender e torcer por futebol mesmo sem nunca ter visto um jogo antes de conhecê-lo.

"Torcer por você e ver você fazer o que mais gosta me fez conhecer esse jogo maravilhoso a ponto de acreditar seriamente que sabia mais do que os árbitros. Como família, sempre oramos por você, comemoramos e apoiamos você em todos os jogos", começou ela.

"Estou tão orgulhosa de você e de tudo o que você teve que superar física e emocionalmente ao longo dos anos. Estou admirada com sua dedicação e com tudo o que você conquistou. Você ama o que faz e deixa um legado que é um belo exemplo para as gerações futuras", emendou a modelo brasileira.

De acordo com ela, Brady foi a pessoa mais dedicada, focada e mentalmente forte que ela já conheceu e ele nunca reclamou ao longo dos anos sobre todas as contusões e dores. "Você continuou se concentrando em seu objetivo de ir lá e ser o melhor líder que havia para todos os seus companheiros de equipe."

Em outro trecho do texto, Gisele agradeceu a todos que apoiaram o marido durante a carreira dele e disse gostar de vê-lo animado com seus próximos passos profissionais.

"Não há nada que você não possa alcançar. Eu sempre estive aqui para você, você sabe disso, e estou tão animada quanto você pelo que o futuro reserva", concluiu.

O ex-jogador respondeu à amada no mesmo tom. "Eu não conseguiria sem o seu amor e apoio. Você torna todos os dias da minha vida mais brilhantes e divertidos e me desafia a ser o meu melhor em todos os aspectos. Eu te amo mais do que qualquer coisa neste mundo."

Maior da história da bola oval

Tom Brady, atleta mais vencedor da história do futebol americano, confirmou nesta terça-feira (1º) a sua aposentadoria, aos 44 anos.

A trajetória do veterano quarterback chega ao fim após 22 temporadas na NFL e sete títulos do Super Bowl, seis pelo New England Patriots e um pelo Tampa Bay Buccaneers. É mais do que qualquer equipe já venceu na história da liga.

A decisão do astro foi revelada no último sábado (29) por Adam Schefter e Jeff Darlington, repórteres da ESPN nos Estados Unidos. Pouco depois, foi noticiada no site da liga de futebol americano. Os perfis oficiais da entidade nas redes sociais publicaram então várias homenagens à carreira de Brady.

Mas ainda faltava ser dito por ele. O atleta não gostaria que o assunto fosse levantado antes do Super Bowl deste ano, do qual não participará, e isso levou a informações desencontradas.

"Sem entrar na precisão ou imprecisão do que está sendo relatado, Tom será a única pessoa a expressar seus planos com total precisão", disse o agente dele, Don Yee, em um comunicado no sábado. "Ele conhece a realidade dos negócios do futebol e do planejamento de calendário tão bem quanto qualquer um, então isso deve acontecer em breve."

No mesmo dia, o pai do jogador contestou a notícia da aposentadoria e disse que essa decisão ainda não havia sido tomada. Já a empresa TB12, que pertence a Brady, publicou um post no Twitter no qual listou seus feitos e escreveu "obrigado por tudo", mas depois apagou a publicação.