Gugu Liberato, que estava entre os mais ricos da Forbes, deixa herança milionária para a família

Folhapress

acidente com gugu liberato, morte, apresentador de tv, acidente doméstico, gugu, gugu liberato, internado, doação, fortuna milionária, forbes

Um dos ícones da televisão brasileira, Gugu Liberato, 60, deixou uma fortuna milionária como herança, após a sua morte anunciada na última sexta (22). Em março deste ano, o apresentador ficou em 7º lugar no ranking das 10 pessoas famosas mais ricas do país, segundo a revista Forbes Brasil.

O valor estimado de sua fortuna é de R$ 170 milhões. Na lista da Forbes Brasil, Gugu estava na frente de grandes nomes como Ana Maria Braga, Roberto Justus e a cantora Daniela Mercury. Em sua frente, liderava o ranking, na ordem; Silvio Santos, seu ex-patrão do SBT, Xuxa, Pelé, Ivete Sangalo e Gisele Bündchen.

Além dos trabalhos na TV, aonde já passou pelas emissoras SBT e Record, Gugu se arriscou no ramo de empreendedorismo. Em 1997, o apresentador foi sócio de um canal de televisão no Mato Grosso, a TV Pantanal, detendo 19% das ações da Pantanal Som e Imagem.

Gugu também fechou um acordo de cessão dos estúdios da produtora GGP para a produção paulista da programação da Rede JB, antiga CNT. Ele detém apenas 25% de participação na unidade da Rede Graal, localizada em Barueri, São Paulo.

Entretanto, o seu sucesso na TV fez com que ele conseguisse atingir o público infantil. O CD “Gugu Para Crianças”, de 2002, foi premiado como disco de ouro e vendou mais de 100 mil cópias no Brasil. A música “Pintinho Amarelinho” virou sua marca registrada.

MORTE  

Gugu Liberato, 60, teve a morte anunciada nesta sexta-feira (22). Ele morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde quarta (20). O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

O apresentador foi encaminhado a um hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.

“Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro”, escreveu a família, em nota. Ele deixou sua mulher, Rose Miriam, e três filhos: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15.

O sepultamento será no Cemitério Gethsêmani Morumbi, no jazigo da família, ao lado do pai, Augusto Claudino Liberato. Porém, ainda não há informações sobre dia e horário da liberação do corpo na funerária, translado para o Brasil, velório e sepultamento.

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

A família autorizou a doação de todos os órgãos do apresentador. Antes do procedimento cirúrgico a família pediu que fosse lido um texto escrito em primeira pessoa em memória de Liberato. Leia abaixo a íntegra da carta.
“Deus em sua infinita bondade nos dá a oportunidade da vida. Vivi minha jornada na Terra seguindo os ensinamentos que recebi de meus pais, Augusto e Maria do Céu. Com eles aprendi a importância de olhar para o próximo com amor e fraternidade. Agora eu sigo adiante por um caminho que me levará mais próximo ao Pai. E neste momento quero praticar os ensinamentos do mestre Jesus. Assim como ele compartilhou o pão com os seus, eu compartilho meu corpo com aqueles que necessitam de uma nova oportunidade de viver.
Aos meus familiares eu agradeço por terem realizado a minha vontade. Tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações e compartilhando minha vida com outros irmãos. Que eu seja um instrumento de amor, oportunidade e de luz. Gugu”.

O gesto do apresentador e de sua família, pode salvar até 50 vidas, de acordo com a equipe médica que realizou a cirurgia.

Previous ArticleNext Article