Jornalista esfaqueado em Brasília está consciente e estável

O jornalista Gabriel Luiz, 29, da TV Globo de Brasília, está consciente, conversando e em situação estável, informaram familiares em nota.

Raquel Lopes - Folhapress - 16 de abril de 2022, 18:59

Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

O jornalista Gabriel Luiz, 29, da TV Globo de Brasília, está consciente, conversando e em situação estável, informaram familiares em nota, neste sábado (16).

"Gabriel Luiz passou a noite estável e sem intercorrências. Está com a pressão arterial controlada, conversando, lúcido e consciente. A família passou a noite com ele na UTI e vai se revezar no acompanhamento ao longo da internação. Ainda não há previsão de alta", diz a nota.

O jornalista foi esfaqueado por várias vezes em frente ao edifício em que mora no Sudoeste, região administrativa do Distrito Federal, na noite desta quinta-feira (14).
Segundo a Polícia Civil, o jornalista foi vítima de uma tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte). No final da tarde desta sexta (15), um adolescente de 17 anos foi apreendido e outro rapaz, de 19 anos, foi preso sob suspeita de envolvimento no ataque.

De acordo com o delegado-adjunto da 3º DP (Cruzeiro), Douglas Fernandes, ambos confessaram o crime e disseram que estavam sob o efeito de drogas. Eles não tinham antecedentes criminais e teriam escolhido a vítima a esmo.
Segundo familiares, Gabriel não está mais intubado.

A TV Globo divulgou nova nota neste sábado agradecendo ao trabalho dos socorristas, da polícia e do Hospital de Base, que fez o primeiro atendimento e cirurgias em Gabriel.

"A Globo agradece à polícia pela pronta atuação, que levou à prisão dos dois suspeitos, aos socorristas do Samu e dos bombeiros, que foram rápidos e eficientes nos primeiros socorros, e ao SUS, em especial à equipe médica do Hospital de Base de Brasília, que foi de extrema perícia nas cirurgias a que Gabriel se submeteu", afirmou a emissora, acrescentando que continuará acompanhando os desdobramentos do crime na Justiça.

Após o atendimento inicial, Gabriel foi transferido para o Hospital Brasília, no Lago Sul.

O hospital não deu informações sobre o quadro de saúde do jornalista afirmando que, em decorrência da Lei Geral de Proteção de Dados, não tem autorização para passar informações sobre pacientes.

LEIA MAIS: TCU abre investigação sobre compra de próteses penianas pelo Exército