Liam Payne diz que ser reconhecido no Cristo Redentor ‘foi incrível’

Folhapress

Liam Payne lembra Rio

Liam Payne, 27, guarda boas lembranças do Brasil. O cantor que ficou mundialmente conhecido quando fazia parte da banda One Direction, diz que uma das melhores recordações que tem do país foi ter sido reconhecido quando visitou o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

“Foi incrível ir ao Cristo Redentor e as pessoas te reconhecerem lá. Foi um momento muito doido também, nunca vou esquecer. Os fãs do Brasil e da América Latina como um todo sempre foram maravilhosos. São, de longe, os mais apaixonados. Eu amo”, disse Payne em entrevista à revista Glamour.

Ele também destacou ter provado uma “comida maravilhosa”, da última vez que esteve no país, elogiando a forma como a carne da refeição foi preparada. Para o cantor, outro momento inesquecível foi uma festa uns dias depois de conhecer o Cristo.

“Uma das melhores lembranças que tenho do Brasil foi quando fizemos uma festa num rooftop. Fizemos essa festa e o Eddie Vedder, do Pearl Jam, estava lá e nós ficamos tão bêbados juntos que eu caí na piscina sem querer. Essa sempre vai ser minha lembrança”, contou.

O cantor fez apresentações em solo brasileiro em três ocasiões: em 2014, ano da Copa do Mundo, quando o One Direction fez shows em São Paulo e no Rio de Janeiro; em 2018 para uma agenda promocional no Rio; e em 2019, já em carreira solo, em apresentação no Festival Villa Mix, em Goiânia (GO). Payne não descarta a possibilidade de voltar ao país, quando a pandemia do coronavírus estiver sob controle.

“Estou ansioso para voltar para a estrada. Eu ainda não fiz uma turnê solo, mas fazer os shows ao vivo me inspiraram e é algo que eu quero muito fazer. Então, por que não?”, concluiu o artista.

No início de junho Payne publicou uma série de mensagens no Instagram Stories direcionados a sua ex-noiva Maya Henry, 21. Algumas das publicações, em que marcava o perfil da jovem ou em que escreveu um solitário ‘eu te amo’, foram excluídas pelo ex-integrante do One Direction posteriormente.

“Não deixe alguém ir se você realmente deseja amá-lo, mesmo que você tenha que aprender a amar por meio de seus próprios erros, deixe seu instinto te dizer que você precisa deles e os mantenha por perto”, escreveu.

O término foi anunciado pelo cantor no dia 5 de junho em entrevista ao podcast “The Diary of a CEO”. “Estou mais desapontado comigo mesmo por continuar a magoar as pessoas do que qualquer coisa neste momento. Isso me irrita”, afirmou na época.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="781803" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]