Livro é lançado com aulas que estimulam práticas antirracistas na escola

Redação

livro com práticas antirracistas

O livro ‘Escola para Todos: promovendo uma educação antirracista’ reúne práticas educacionais que estimulam o combate ao racismo na formação das pessoas. Lançado nesta semana pela Fundação Telefônica Vivo, o conteúdo foi elaborado por educadores de diferentes etapas da educação básica e de diversas regiões do Brasil.

Com mais de 5 mil educadores certificados, os planos de aula foram elaborados por eles mesmos, que servem de roteiro sobre como tratar o tema dentro da escola. O livro tem autoria assinada por Carolina Chagas Schneider e Fernanda Chagas Schneider.

A iniciativa é da empresa de telefonia Vivo, que conta com um sólido programa de diversidade, que atua nos pilares de raça, gênero, LGBTI+ e pessoa com deficiência. A diversidade é um tema da maior relevância, pois é fundamental para criar um ambiente de inovação e criatividade na busca de soluções complexas e no desenvolvimento de soluções para toda sociedade. “Com esta publicação esperamos mostrar que, a partir de um sério compromisso com uma educação antirracista, é possível reinventar a sala de aula. Pode ser desafiador, mas os resultados são gratificantes ao se observar a construção de uma sociedade mais justa”, explica Americo Mattar, diretor-presidente da Fundação Telefônica Vivo.

A proposta surgiu a partir das pesquisas acadêmicas e das vivências das autoras, que atuam como professoras de anos iniciais do Ensino Fundamental em escolas municipais de Porto Alegre. Ao refletirem sobre as demandas que emergiram no cotidiano de suas próprias experiências, estruturaram uma formação em que buscam estimular que educadores construam práticas antirracistas de acordo com as suas realidades educacionais e, dessa forma, implementem a Lei nº10.639/2003. Esta lei tornou obrigatório o ensino de história da África e da cultura afro-brasileira em todos os níveis de ensino, tendo como conteúdo programático o estudo da história da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à história do Brasil.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="791521" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]