Marlene Schiavinato, ex-primeira dama de Toledo, morre em Brasília

Redação


A ex-primeira dama de Toledo, Marlene Schiavinato, morreu na madrugada desta sexta-feira (12), em Brasília, durante o tratamento de um câncer.

Marlene estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) há mais de duas semanas. Na última segunda-feira, seu marido, o deputado federal José Carlos Schiavinato (Progressistas), pediu orações para sua esposa nas redes sociais.

“Informamos, com grande pesar, o falecimento de Marlene de Fátima da Silva Schiavinato, no dia de hoje, 12 de março de 2021, às 03h30 da manhã. Ela estava internada no hospital Sírio Libanês em Brasília onde vinha enfrentando um câncer há cerca de 3 anos. Seu falecimento se deu devido às complicações da doença que se agravou e, posteriormente, também foi acometida pela Covid-19 “, diz a página do deputado no Facebook.

O parlamentar está internado no Hospital Sírio Libanês em decorrência da Covid-19. Marlene deixa o esposo, dois filhos, duas noras e seis netos.

 

Previous ArticleNext Article