Metallica lota o Couto Pereira e faz grande show em Curitiba

A banda Metallica se apresentou pela primeira vez em Curitiba com o Couto Pereira lotado e fez um show histórico na capital paranaense.

Redação - 07 de maio de 2022, 23:47

(Rafael Ianoski/Coritiba)
(Rafael Ianoski/Coritiba)

Com um show épico, a banda Metallica fez história em Curitiba na noite fria deste sábado (7). Um dos maiores grupos da história do rock esquentou o público de cerca de 45 mil pessoas na primeira performance na capital paranaense.

Segundo a organização, todos os bilhetes foram vendidos para a apresentação, que durou mais de duas horas. O quarteto formado por James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammet e Robert Trujillo atendeu as expectativas e brilhou no palco montado no estádio Couto Pereira

Além de músicas do álbum mais recente, intitulado Hardwired... To Self-Destruct, o Metallica também performou os grandes sucessos dos 40 anos de história da banda. O público foi ao delírio com "Enter Sandman" e "Nothing Else Matters". 

Outros sucessos, como "Ride the Lightning", "Seek & Destroy", "One", "Sad But True" e "Master of Puppets" foram entoados pelos milhares de fãs. 

Após o show em Curitiba, o Metallica segue a turnê no Brasil com apresentações em São Paulo e Belo Horizonte. 

PREFEITO RAFAEL GRECA MARCA PRESENÇA EM SHOW DO METALLICA

O prefeito Rafael Greca esteve no show do Metallica em Curitiba. Na foto feita por Rafael Ianoski, ele está entre os dirigentes do Coritiba - Juarez Moraes, atual presidente alviverde, e os vices Glenn Stenger e Jair José.

SHOWS DE ABERTURA E MOVIMENTAÇÃO DESDE CEDO 

Os portões do Couto Pereira foram abertos às 16h e a noite começou com dois shows de abertura - Ego Kill Talent e Greta Van Fleet esquentaram o público antes do Metallica.

Centenas de pessoas almoçaram em restaurantes e bares próximos do Couto Pereira como forma de aquecimento para a apresentação da banda norte-americana.

Para facilitar a movimentação e o fluxo de pessoas no Alto da Glória, a Setran (Superintendência de Trânsito) bloqueou os cruzamentos das ruas Amâncio Moro com Ubaldino do Amaral, Tertuliano Mueller com Amâncio Moro, Doutor Zamenhof com Mauá e da rua Barão de Guaraúna com a Augusto Severo.

Até o fim do show do Metallica em Curitiba, nenhum grande incidente foi registrado dentro do Couto Pereira ou nas imediações.