Fábrica abandonada vira ‘parque’ e um sonho: o Wynwood de Curitiba

Guilherme Grandi


Com Metro Jornal

A Usina 5 é um espaço novo e revitalizado na capital paranaense, que surge com a proposta de abrigar vários eventos multiculturais em Curitiba. Somando 50 mil metros quadrados, o local era o antigo moinho de açúcar Diana, inativo no Prado Velho, que estava sem manutenção por mais de uma década.

Representando uma das primeiras revitalizações do Vale do Pinhão, agora o espaço dá lugar à Usina 5 e segue uma tendência internacional de promover eventos culturais, comerciais e corporativos num só lugar.

O complexo fabril tem quase meio século de história e agora assume um clima inovador e sustentável, preservando as características originais, como os galpões com paredes desgastadas pelos anos de abandono.

A ideia dos organizadores é beneficiar o turismo, a cultura e o desenvolvimento de Curitiba, recebendo variados tipos de público e eventos. Em entrevista ao Metro Jornal, o sócio do projeto, Marcelo Contin, contou um pouco mais sobre a Usina 5. “São 5 barracões, cada um com uma estrutura diferente e com esse aspecto fabril que é muito interessante, porque Curitiba não há nenhum espaço com essa grandiosidade, e agora tempos um espaço que a capital não tem”.

A revitalização do bairro de Wynwood, em Miami, serviu de inspiração para o Usina5: economia criativa e a busca pela convivência multicultural. [foto: acervo]
A revitalização do bairro de Wynwood, em Miami, serviu de inspiração para o Usina5: economia criativa e a busca pela convivência multicultural. [foto: acervo]
Marcelo também compartilhou um pouco mais sobre os eventos que acontecerão no local. “A nossa ideia é ter várias coisas: café, livraria, shows, festas, e que as pessoas possam vir para passar o final de semana como se fosse um parque. Cada evento terá um tipo de público: queremos fazer o pré carnaval, eventos de gastronomia, motocicleta, parada pet. O espaço é para todos: a ideia é trazer essa visitação diária e crescente”.

Em conversa com a reportagem na última sexta-feira, durante a estreia da festa itinerante alemã Kubik, produtores do espaço afirmaram que um dos objetivos é “tornar o local um ponto de lazer e de turismo, com inspiração no bairro de Wynwood, em Miami, onde antigos barracões industriais foram transformados em espaços culturais e uma galeria de arte urbana e grafites ao ar livre”.

Revitalizando um local histórico que um dia foi um marco econômico para a cidade, a Usina 5 busca reunir no mesmo espaço vários eventos simultâneos em uma proposta futurista que também conte aos turistas a história dos quase 90 anos do local.

Previous ArticleNext Article