Moda e Comportamento
Compartilhar

Grife de SP recolhe camisetas após polêmica com logotipo da Febem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)A grife paulistana AMP (A Mulher do Padre) entrou no centro de uma polêmica fashion. A ..

Caderno Gente - 29 de janeiro de 2018, 15:01

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

ANÚNCIO

A grife paulistana AMP (A Mulher do Padre) entrou no centro de uma polêmica fashion. A marca pôs nas gôndolas uma série de camisetas com o logotipo da Febem (Fundação para o Bem-Estar do Menor), hoje, rebatizada de Fundação Casa.

Após uma onda de reclamações, a grife recolheu às pressas as peças das lojas e pediu desculpas pela escolha da marca em seu portfólio.

A Febem, criada em 1976, tinha por missão recuperar jovens que cometeram algum tipo de crime. Mas ao longo de seu funcionamento, acumulou denúncias de maus-tratos contra os abrigados.

Em agosto do ano passado, 12 funcionários da instituição foram condenados pela Justiça por agredir física e mentalmente 111 adolescentes em uma unidade da instituição na Vila Maria, na zona norte, em 2005.

ANÚNCIO

O logotipo em azul da Febem foi parar nas camisetas da coleção "LOST&FOUND", desenvolvida pela empresa no final de 2017. O caso ganhou repercussão quando fotografias da camiseta passaram a ser compartilhadas nas redes sociais por usuários que ficaram revoltados com a escolha da AMP.

"A arte passa por 50 mil pessoas e não tinha uma em sã consciência para falar: isso aí não vai pegar bem não", escreveu uma internauta na página da grife no Facebook.

"Foi um erro grosseiro e de mal gosto. Que teve essa ideia ridícula tá precisando entender algumas coisas", se manifestou outra usuária.

Em resposta à revolta causada pela coleção, a AMP divulgou duas versões de um comunicado. Na primeira, a grife pediu desculpa pela inclusão da logo da extinta Febem.

Explicou ainda que a coleção "LOST&FOUND" é uma marca de camisetas de "uniformes de companhias áreas, instituições, concertos musicais e muitas outras que remetem a um passado distante que fez parte das nossas vidas de alguma forma".

O trecho "que fez parte de nossas vidas de alguma forma" foi retirado numa segunda versão, após uma nova onda de reclamações de usuários da marca e substituído por "que remetem a um passado distante."

"Até a nota é infeliz: 'fez parte de nossas vidas'. Vão saber o que foi a Febem antes de criar uma estampa e uma nota dessa. Bando de riquinho sem noção", escreveu uma internauta.

A AMP reiterou que cometeu um erro, retirou as camisetas de circulação e fechou sua manifestação pedindo "desculpas a todos".

A reportagem entrou em contato com a grife por e-mail e aguarda um posicionamento da empresa. Uma funcionária de uma loja da AMP em Pinheiros (zona oeste) informou que a coleção "LOST&FOUND" é atualizada frequentemente e que as camisetas da Febem foram recolhidas na unidade.

A reportagem também procurou a Fundação Casa, ex-Febem, mas a instituição não havia se posicionado até esta publicação.