Mion aparece com Ludmilla defendendo Brunna e recebe criticas

Em tom de brincadeira e diversão, o apresentador pediu para que a cantora falasse em apenas 30 segundos o porquê o público deveria deixar Brunna na casa

Folhapress - 22 de fevereiro de 2022, 09:02

Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

Sobrou para Marcos Mion, 42, ter que lidar com a rivalidade das torcidas do BBB 22 (Globo). Nesta segunda-feira (21), o apresentador do Caldeirão recebeu a cantora Ludmilla, 26, em seu programa e aproveitou o momento para fazer uma gravação para as redes sociais com a artista.

No vídeo, Ludmilla defendia a esposa, Brunna Gonçalves, que enfrenta o Paredão da semana. Em tom de brincadeira e diversão, o apresentador pediu para que a cantora falasse em apenas 30 segundos o porquê o público deveria deixar Brunna na casa.

A gravação foi publicada nas redes sociais de Mion e gerou uma onda de comentários negativos de internautas que diziam que não era justo ele se posicionar a favor de Brunna e não dar chance para os familiares do Gustavo e Paulo André, que também estão emparedados, falassem como fez Ludmilla.

Mion apagou o vídeo e se explicou em seu Twitter na madrugada desta terça (22). "Hoje a minha amiga de muitos e muitos anos, a Ludmilla, foi gravar o Caldeirão e fizemos uma brincadeira como se ela tivesse 30 segundos pra defender a permanência da sua esposa Bruna no BBB. Nitidamente estávamos nos divertindo nos bastidores do meu programa".

"Não poderia imaginar a reação de uma parte do Twitter cobrando imparcialidade de mim. Não tem nem sentido, mas optei em apagar e me desculpar com todos que se sentiram ofendidos por eu não ter feito vídeo com as famílias dos outros emparedados. Vídeo apagado. Boa sorte a todos amanhã", completou Mion.

Além de Ludmilla, o apresentador também recebeu a cantora Luísa Sonza, 22, e a influenciadora Pequena Lô, 26, em seu programa que deve ser exibido no próximo sábado (26). "Você tentou. Se Ludmila for sua amiga, ela vai entender que há limites éticos", respondeu um seguidor da rede social.

"Camarote e seus privilégios", rebateu outro. Algumas pessoas citaram a falta de imparcialidade de Mion e também o fato de que apesar de apresentar outro programa, ele ainda representa a emissora e portanto, não pode se posicionar.

Teve quem não concordou com o alvoroço feito por alguns e internautas e saiu em defesa de Marcos Mion. "As pessoas são doentes demais... não só com programas, mas com religião, política, futebol... Sou Fora Brunna, mas não vi problema nenhum no vídeo. Sem contar que vários artistas torcem e se posicionam a favor ou contra tal pessoa. Quem não pode é Tadeu e Boninho, o resto é telespectador".