Mostra individual traz poesia visual do artista Rogério Ghomes

Guilherme Grandi


Com Metro Jornal

A Galeria Ybakatu estreia nesta semana a mostra “Se pudéssemos ser estranhos outra vez”, uma exposição individual do artista Rogério Ghomes, que acontece paralelamente ao lançamento de seu livro.

A mostra revisita a instalação “Profano Sudário”, composta por fotografias, fronhas de travesseiro e uma caixa de acrílico. A montagem marca o último trabalho realizado pelo artista quando morava em Curitiba, e que foi apresentado na VI Bienal de Havana de 1987.

A exposição também traz álbuns de outras séries de Rogério Ghomes, como “Incrível como um distúrbio afeta a credibilidade”, “Sonhos” e “Árbol”, que trazem técnicas de impressão de pigmento mineral sobre papel.

No mezanino da galeria, o artista também expõe um conjunto de obras inéditas chamadas “Memórias Sequestradas”.

As imagens foram capturadas em antiquários de várias cidades e rearranjadas em formato de altares, representando a dualidade entre a materialidade e a espiritualidade.

O livro “Preciso acreditar que ao fechar os olhos o mundo continua aqui” também será lançado no evento, trazendo um panorama da produção do artista paranaense.

Serviço:
Sexta-feira às 19h na Galeria Ybakatu (Rua Francisco Rocha, 62, Batel).
Entrada franca.

Previous ArticleNext Article