‘Oniricidade’ mostra prédios de Curitiba com contrastes de cores

Guilherme Grandi


Com Metro Jornal

Está aberta a exposição “Oniricidade”, da fotógrafa curitibana Tânia Buchmann, mostra que contempla a arquitetura das cidades.

Composta por 7 fotos, a exposição atrai os olhares do público para a história presente nas construções arquitetônicas das cidades, trazendo imagens inéditas de telhados e de fachadas de prédios históricos de Curitiba, Antonina e São Francisco do Sul.

Em uma retratação inovadora desses locais, a curitibana deu às fotos tratamentos em cores surreais como laranja, verde, magenta, amarelo e vermelho para criar imagens novas e instigantes dessas edificações.

A partir da alteração das cores do céu e dos prédios, as formas e contornos das construções ganham destaque e valorizam a poética visual de cada uma delas.

A mostra “Oniricidade” surgiu do projeto “Casas das Almas”, também de autoria da fotógrafa, que se baseia em um registro de edificações abandonadas ou prestes a serem demolidas, localizadas em diferentes cidades brasileiras.

Desse projeto, surgiu a exposição, que busca fazer com que os cidadãos reconheçam e valorizem os seus prédios históricos como patrimônio real de suas cidades.

Por meio do seu interesse pela finitude das coisas, Tânia Buchmann propõe aos espectadores observar o fenômeno da verticalização das cidades e o quanto se perde da história e da identidade da cidade a cada demolição.

A exposição traz imagens do Paço da Liberdade, da praça Generoso Marques, de duas casas no Largo da Ordem e da fachada do Clube Concórdia.

Transitando para outra cidade, a fotógrafa registrou a cúpula de um templo em São Francisco do Sul, e uma paisagem da baía de Antonina, mostrando uma ruína em primeiro plano.

Serviço:
A exposição fica em exibição até dezembro na Galeria do Park Gourmet no ParkShopping Barigui, com entrada gratuita.

Previous ArticleNext Article