Morte de Jaime Lerner repercute entre políticos, arquitetos e estudantes

Redação

Morte de Jaime Lerner repercute entre políticos, arquitetos e estudantes

O ex-governador do Paraná e ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner morreu na madrugada desta quinta-feira (27), em decorrência de complicações de doença renal crônica. Conhecido nacionalmente por implementar o sistema de transporte coletivo com canaletas exclusivas para os ônibus, diversas autoridades políticas, arquitetos e estudantes lamentaram seu falecimento.

Ratinho Junior, governador do Paraná, decretou luto oficial de três dias e lamentou a perda de um grande cidadão. “Dedicou uma vida inteira ao Estado, com realizações que transformaram Curitiba e servem até hoje de inspiração mundo afora. Um exemplo que ficará marcado eternamente pelas centenas de obras espalhadas pelo nosso Estado”, disse o governador.

O empresário Joel Malucelli afirmou, em áudio (escute abaixo), que Lerner “vai deixar um vácuo na política paranaense e um legado como arquiteto e urbanista. Um homem banhado de sensibilidade humana, cultural e intelectual. Um verdadeiro diplomata paranaense no mundo. Homem da verdade, limpa e pura, pois sempre teve compromisso com a ética e acima de tudo respeito pela cidadania.”

João Doria, governador de São Paulo, disse que o país perde um grande homem, “extraordinário arquiteto e urbanista”. Veja abaixo!

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil também lamentou a perda do “autor de grande projetos urbanos e de edificações”.

O escritor Laurentino Gomes publicou uma foto com o ex-governador e ex-prefeito de Curitiba durante um baile de Carnaval. Veja!

“Jaime Lerner foi mais do que um grande arquiteto e urbanista. Ele foi mais do que um grande prefeito e governador. Ele tinha a capacidade de nos inspirar”, disse o Senador Oriovisto Guimarães (PODE- PR).

Darci Piana, vice-governador do Paraná, afirmou que Lerner era um “ser humano de enorme grandeza e bondade”.

O Senador Alvaro Dias prestou solidariedade aos familiares e amigos de Lerner.

O deputado estadual Delegado Francischini disse, em homenagem, que o arquiteto e urbanista deixou um legado especial de obras.

Gleisi Hoffmann afirmou que o ex-parlamentar era um “arquiteto consagrado, deixou um legado importante na capital”.

Sergio Moro apontou o falecimento como triste e prestou solidariedade aos familiares.

O Grupo RIC expressou profundo pesar pelo falecimento de Lerner. “Mais do que um gestor público em vários mandatos que mudaram a face dessa terra, Jaime Lerner foi um visionário que empregou sua genialidade no redesenho do modo de viver da nossa gente. Sua obra inconfundível está em cada esquina da capital paranaense e é reconhecida mundo afora como exemplo de paisagem urbana construída com respeito à escala humana. Uma de suas maiores lições é a de que os vizinhos são parentes por parte de rua. Porque é na rua em que moramos, na cidade em que vizinhamos, que estabelecemos as relações cidadãs que fazem a sociedade mais humana, mais inteligente, mais compartilhada. Nosso agradecimento pela obra universal que deixa espalhada pela cidade. Aos familiares e amigos, nossos sentimentos. Aos nossos irmãos de rua, nosso desejo de seguirmos juntos por uma sociedade cada vez melhor”, afirmou Leonardo Petrelli, presidente executivo do Grupo RIC.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="766535" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]