Nos últimos segundos permitidos por lei, Roger Waters diz EleNão

O músico britânico Roger Waters, ex-líder do Pink Floyd, se apresentou em Curitiba, na noite deste sábado (27), véspera ..

Andreza Rossini - 28 de outubro de 2018, 03:10

O músico britânico Roger Waters, ex-líder do Pink Floyd, se apresentou em Curitiba, na noite deste sábado (27), véspera do segundo turno das eleições no Brasil.

Após ter se posicionado sobre o cenário político nacional e contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) em outros shows, ele foi advertido pela Justiça Eleitoral de que a lei não permite manifestações políticas a partir das 22 horas da véspera da eleição.

30 segundos antes das 22 horas, uma mensagem no telão informou sobre o período liberado para manifestações políticas, de acordo com a lei, seguido da mensagem "É a nossa última chance de resistir ao fascismo antes de domingo" e "Ele Não".

Cerca de 30 minutos depois, o show apresentou mensagens políticas contra o fascismo, levantou temas políticos - como o estado laico - mas não abordou diretamente o cenário nacional.

O show

A apresentação aconteceu no estádio Couto Pereira e teve todos os ingressos vendidos. Com grande estrutura e produção áudio visual de alta qualidade, a apresentação da turnê “Roger Waters – Us + Them”, que traz uma combinação dos clássicos do Pink Floyd e novas canções de seu trabalho solo emocionou o público na capital.

"O som estava alucinante como tudo que é Pink Floyd, com o posicionamento político esperado", afimou Jean Gatti.

A turnê apresenta os destaques do trabalho inovador de Waters com músicas dos melhores álbuns do Pink Floyd. Entre elas: Wish You Were Here, The Wall, Animals e Dark Side of The Moon.