NovoLouvre expõe fotos de sua coleção Brutalismo Caboclo na galeria Urban Arts

Abertura da mostra de fotografias será nesta sexta-feira (5)Conhecida por sua ligação com o universo da arte e ar..

Angélica Fenley Belich - 02 de julho de 2019, 17:02

Abertura da mostra de fotografias será nesta sexta-feira (5)

Conhecida por sua ligação com o universo da arte e arquitetura, a marca curitibana NovoLouvre leva nesta temporada a iconografia de sua coleção de inverno batizada Brutalismo Caboclo para a galeria Urban Arts.

A mostra será aberta no dia 5 de julho (sexta-feira), às 17 horas, e reúne 30 fotos de mulheres curitibanas usando peças da coleção em prédios icônicos de Curitiba: Paraná Previdência, Emater, Prédio da antiga Telepar. As imagens são da fotógrafa Isabella Glock.

Para criar a coleção, a arquiteta e diretora-criativa da grife, Mariah Salomão, partiu do ideário arquitetônico de Sérgio Ferro, arquiteto curitibano que vive há 30 anos na França. Ferro encontrou no desenho orgânico da abóboda a sua representação perfeita: em apenas um traço, a definição de cobertura, estrutura e fechamento.

Ao trazer esse conceito para a moda, a marca traçou um paralelo com o trabalho do costureiro basco Cristobal Balenciaga, que revolucionou a silhueta no pós-Segunda Guerra. “O casaco tem apenas uma costura que define mangas, decote e fechamento”, destaca Mariah.

Brutalismo Caboclo – Outono Inverno NovoLouvre 2019 é toda pontuada por essas fortes referências, sem perder o DNA contemporâneo da marca, criada no Centro Histórico há 6 anos (o espaço existe há 12 como café e galeria). As peças, em tecidos nobres como lãs, viscose e gabardine tecnológico, ganham acabamento preciso com intermináveis metros de vieses. Formas arredondadas nos ombros, minipalas, assimetrias e evasês trazem uma silhueta surpreendente. Nesta estação, tons terrosos e neutros ganharam o contraponto do lilás e do amarelo, que aparecem nas estampas que recriam a azulejaria modernista. A ilustração é do designer e arquiteto Romulo Lass, especialista em azulejos. 

Na exposição, treze convidadas da marca personificam a mulher forte, engajada, urbana e cosmopolita do NL. As imagens serão reproduzidas e comercializadas posteriormente pela Urban Arts. “A galeria representa toda essa junção de moda, arte e arquitetura que é a nossa essência”, comenta Mariah.

 

Brutalismo Caboclo – exposição

Urban Arts: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 949 – Batel

Abertura: 5 de julho, a partir das 17 horas

Fotos: Isabella Glock