#percursosafetivos Público acompanha performance de contação de história de bicicleta

Redação e Assessoria


Observar a cidade e as pessoas que nela vivem e transitam com um novo olhar, com uma nova escuta, a partir da perspectiva de um ciclista, este é um dos principais objetivos da  performance Percursos Afetivos do artista carioca Cadu Cinelli (ator, artista têxtil, contador de histórias e diretor teatral, integrante do grupo OS TAPETES CONTADORES DE HISTÓRIAS/RJ) que conta histórias percorrendo de bicicleta as ruas do centro de Curitiba.

Estar em uma bicicleta é imprescindível para acompanhar este trabalho itinerante que estreou durante a última edição do Festival de Teatro de Curitiba e ganhou bastante repercussão. Mas, foram poucos dias, por isso quem perdeu a chance de vivenciar essa experiência, agora, vai poder se programar.

Desde julho, a inusitada performance é apresentada no último fim de semana de cada mês e seguirá até novembro deste ano. Sempre aos sábados e domingos, em algum ponto da cidade. O trajeto muda a cada mês, o de outubro está marcado para os dias 27 e 28 e o ponto de partida será o Terminal do Boqueirão, às 11h.

A duração do passeio é de 50 minutos e as histórias contadas durante o percurso, enquanto os ciclistas pedalam, são semificcionais, criadas pelo próprio performer Cadu Cinelli que, atualmente, reside em Curitiba.

São narrativas urbanas construídas a partir de pesquisas sobre a história real dos lugares percorridos, da observação das pessoas que por ali vivem e das vivências e impressões do próprio artista. A paisagem ao longo do trajeto, durante as apresentações, recebe intervenções como projeções de imagens, palavras, iluminação, introdução de objetos e outras surpresas. “A ideia, por meio da ação poética, é ressignificar a paisagem, potencializando uma mudança de olhar tanto de quem participa da performance quanto de quem está somente de passagem e se depara com ela”, declara Cinelli.

A produção é independente, ou seja, não conta com lei de incentivo, somente com apoios, entre eles o da Bicicletaria Cultural. Quem não tiver bicicleta e quiser participar do trajeto pode emprestar no local de partida, mas para isso terá que fazer uma reserva pelo telefone (*ver serviço) e quem não souber andar de bicicleta poderá ir de carona, haverá quatro (4) vagas. Não há limite de público.

Serviço:
Performance: Percursos Afetivos com Cadu Cinelli
Colaborador: Dag Bach
Dias: 27 e 28 de outubro (sábado e domingo)
Horário: 11h

Saída: Terminal do Boqueirão
Duração: 50 minutos.
Obs.: Mesmo com chuva haverá performance 
Entrada: Contribuição Consciente

Contato e empréstimo de bicicleta: 21 98352 2492 (Cadu Cinelli) / cecinelli@hotmail.com

Próximo Percurso:

Novembro (24 e 25)

Parque Bacacheri

Horário: 17h

Previous ArticleNext Article