Petkovic deixará a Globo para se dedicar a projetos pessoais

Decisão ocorre um dia depois da saída de Walter Casagrande Júnior. No caso de Pet, o vínculo será encerrado em comum acordo a partir de 1º de agosto.

Redação - 07 de julho de 2022, 14:53

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

O comentarista sérvio Dejan Petkovic anunciou nesta quinta-feira (7) que irá sair do Grupo Globo, um dia após Walter Casagrande Júnior também deixar a emissora. No caso de Pet, o motivo é para se dedicar a projetos pessoais

Segundo a assessoria do jogador, em conteúdo publicado pelo UOL, ele já tinha desejo de deixar a função e o vínculo será encerrado em comum acordo, no dia 1º de agosto.

A Globo confirmou a saída de Petkovic do quadro de comentaristas: "Em comum acordo, Globo e Petkovic decidiram encerrar a parceria e, a partir de 1º de agosto, o ex-jogador deixa de fazer parte do time de comentaristas esportivos da empresa. Embaixador da Sérvia no Brasil, o craque dos gramados, que conquistou os brasileiros por sua habilidade e carisma, vai se dedicar a projetos pessoais".

Petkovic está na emissora desde 2018, quando foi contratado para participar como comentarista na Copa do Mundo, realizada na Rússia. Após o período, permaneceu no grupo e participou de transmissões e programas esportivos.

Como jogador, teve passagens por grandes clubes, como Vasco da Gama e Flamengo, sendo campeão carioca e brasileiro com o rubro-negro. Após encerrar a carreira no início da década de 2010, foi treinador de futebol e passou por equipes como Athletico, Criciúma e Vitória.

SAÍDA DE CASAGRANDE UM DIA ANTES DE PETKOVIC

Um dia antes do anúncio da saída de Dejan Petkovic, quem também deixou o quadro de comentaristas do Grupo Globo foi Walter Casagrande Júnior. Na quarta-feira (6), o contrato foi rescindido em comum acordo, seis meses antes do término.

O ex-jogador publicou um vídeo em que afirma que a decisão é um "alívio para os dois lados". Casagrande disse também que vai "seguir a própria estrada".

Segundo o UOL Esporte, a saída teria sido definida pelo alto salário dele e pelo posicionamento político declarado nos últimos anos.

Casão era considerado o principal comentarista da emissora. Ele participou de cinco transmissões de finais de Copa do Mundo, além de estar presente nos jogos da Seleção Brasileira, como na conquista do pentacampeonato, em 2002, e na derrota por 7 a 1, em 2014.