Roberta Miranda é hospitalizada após saber da morte de Marília Mendonça

Folhapress

Roberta Miranda é hospitalizada após saber da morte de Marília Mendonça

A cantora Roberta Miranda, 65, precisou ser hospitalizada nesta sexta-feira (5). Após ficar sabendo da morte da colega Marília Mendonça, que sofreu um acidente fatal de avião, ela teve um pico de pressão alta.

De acordo com a assessoria de imprensa de Roberta, ela estava indo viajar quando soube da notícia e entrou em “estado de choque”. Ela precisou ser levada ao hospital, onde foram feitos exames. “No momento, ela está bem, mas por recomendações médicas, permanece em observação”, diz sua equipe.

Mais cedo, antes da notícia da morte ser confirmada, Roberta Miranda publicou mensagens dizendo que estava orando por Marília Mendonça. “Que Deus te proteja querida!”, escreveu. “Nada vai acontecer com você e nem com quem estava no avião.”

Depois que a notícia foi confirmada, ela publicou um vídeo em que aparece chorando muito. Em 2017, as duas cantoras gravaram juntas a música “Os Tempos Mudaram”, que faz parte do DVD comemorativo de 30 anos de carreira de Roberta.

Miranda tem seu primeiro show depois da pandemia marcado para o próximo dia 20 no Tom Brasil, em São Paulo. Não foi informado ainda se a data será mantida.

Mendonça foi uma das cinco vítimas de um acidente de avião que caiu numa serra em Piedade de Caratinga, cidade a 309 quilômetros de Belo Horizonte. A cantora tinha um show marcado para esta noite em Caratinga, a cerca de dez quilômetros do local do acidente.

No momento do acidente, por volta das 16h, a assessoria de imprensa de Mendonça havia informado que a cantora tinha sido resgatada com vida. Por volta das 18h, no entanto, confirmou sua morte.

Os bombeiros confirmaram ainda a morte do produtor da cantora, Henrique Ribeiro, e seu tio, Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto e do co-piloto da aeronave, Geraldo Martins de Medeiros e Luiz Eduardo David Guimarães, nesta ordem.

A aeronave caiu próximo a uma cachoeira ao tentar realizar um pouso forçado, de acordo com a Polícia Militar. Segundo o capitão do órgão no estado, Jefferson Luiz Ribeiro, as informações iniciais são que o piloto da aeronave teve problemas ao aterrissar no aeroporto, que fica a cerca de dois quilômetros do local do acidente.

LEIA MAIS: Procura por vacinas infantis apresenta queda durante a pandemia no Paraná

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="801634" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]