Saia Justa: Apresentadoras destacam exigência do público curitibano e espaço das mulheres

Alexandra Fernandes e Fernando Garcel


Depois de passar por oito capitais o programa Saia Justa, do GNT, desembarcou em Curitiba. O projeto itinerante tempo objetivo de celebrar a cultura local. Segundo uma das a apresentadoras da atração, a atriz Mônica Martelli, as gravações nas cidades mostram a diversidade do Brasil. A plateia de Curitiba foi muito aguardada, já que segundo a atriz, é bastante exigente.

“A formação de plateia aqui é forte. As pessoas estão acostumadas a ir ao teatro, tem o Festival de teatro aqui que é tradição. É um público maravilhoso. A gente brinca deu certo em Curitiba dá certo em qualquer lugar.” Conta a atriz.

Há 17 anos no ar o programa trata de temas como cotidiano, política, comportamento e também traz assuntos universo feminino. Para a apresentadora e jornalista Astrid Fontenelle, o Saia Justa dá voz a mulher. “O programa desde que entrei abrange uma fase do movimento feminista de mulheres muito jovens. Estamos levando a discussão da igualdade de gêneros para todo o país.” Afirma Astrid.

A cantora e apresentadora Gaby Amarantos também compartilha da mesma ideia de Astrid. Para ela ter a representatividade da mulher negra e nortista é importante. “Poder debater a representatividade da mulher é essencial para nossa sociedade. Me sinto honrada em fazer parte deste projeto.” Destaca a cantora

Para a edição na capital paranaense, Astrid Fontenelle, Mônica Martelli, Gaby Amarantos e Pitty receberam as curitibanas Kéfera e Karol Conka.

 

Previous ArticleNext Article