Trem de passageiros volta a operar na Lapa a partir de junho

Redação e Daiane Andrade - BandNews FM Curitiba


A Lapa está prestes a recuperar um dos patrimônios da cidade que não funciona há mais de 20 anos. É o trem de passageiros que vem sendo aguardado por moradores e turistas e que volta a circular no mês de junho. A iniciativa faz parte das comemorações dos 249 anos do município da região metropolitana da capital, e representa apenas o primeiro passo para o retorno definitivo do turismo ferroviário à localidade.

“Nós já apresentamos na ANTT um projeto inovador na sua forma, em termos de Brasil, já que pegamos um modelo que é utilizado em ferrovias na América do Norte onde existe trem turístico. Agora possamos, no aniversário da Lapa, ter a Maria Fumaça funcionando”, explica o coordenador-geral de Comunicação Social e Eventos da Prefeitura, Marcio Assad.

A Maria Fumaça na história do Brasil

O plano de retorno do trem de passageiros à Lapa foi anunciado há cerca de dois meses e é conduzido dentro do projeto Museu Dinâmico da Ferrovia, já aprovado pela ANTT. A proposta prevê, no futuro, saídas tanto durante a semana, para levar estudantes que visitam a Lapa atrás de conhecimento histórico e cultural, quanto aos finais de semana, para atender visitantes.

Para Assad, que nasceu, cresceu e que é também diretor de Turismo da cidade, o ressurgimento da locomotiva transforma os sonhos de muitas crianças na maior felicidade. “Nesse ano teremos ainda de volta a locomotiva 11, que está sendo recuperada em Santa Catarina. Era um sonho de menino, ver que essa vitória é a vitória dos sonhos das crianças. Quando você vê uma criança, que nunca chegou próxima de um trem, quando ouve o apito, ela pula de alegria”, conta emocionado Assad.

A locomotiva 11 é a Maria Fumaça que permaneceu exposta por anos a fio no Shopping Estação, em Curitiba. A composição, fabricada em 1873, foi a primeira movida a vapor que circulou no Paraná. Inicialmente, seria ela a estrela principal da volta do trem de passageiros à Lapa, mas foi necessário antes fazer uma reforma, toda ela artesanal, que já está em fase de finalização.

O Museu Dinâmico da Ferrovia deve ser implantado depois de testes como este previsto para junho que foi anunciado com o apoio da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF). Nesta primeira etapa, os passeios serão realizados duas vezes por dia – um de manhã e outro à tarde – entre os dias 13 e 17, mas o número de saídas pode aumentar dependendo da procura do público.

O trem que vai operar em junho tem capacidade para cerca de 300 pessoas. Os ingressos vão custar R$ 60 (ida e volta) e serão vendidos pela internet.

O valor foi definido pela ABPF, que detém os direitos de exploração desse tipo de turismo, e quem for morador da cidade vai poder comprar antes. Por outro lado, crianças menores de cinco anos de idade não vão precisar pagar.

Mais informações, como o site onde os ingressos serão disponibilizados, serão divulgadas pela Prefeitura na próxima semana.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="519956" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]