Vai viajar? Cuidado com a Síndrome do Viajante

Assessoria


Por: Fabio Fiedler, diretor da OrtoBraz.

Começo de ano e lá vai uma legião de turistas aproveitar as férias para viajar pelo Brasil ou para o exterior. Sem contar os que contam as horas para sair da cidade e descansar ou agitar no Carnaval. São deslocamentos feitos por avião, ônibus ou carro que, além de todos os outros cuidados, requerem atenção a um problema comum e perigoso, para o qual a maioria das pessoas não dá importância: a Síndrome do Viajante, que pode até levar à morte. Neste artigo, trago informações sobre esta síndrome e como um simples produto, a meia de compressão, pode ser aliada para evitar o problema.

A Síndrome do Viajante, também conhecida como Trombose Venosa Profunda (TVP), se dá pela coagulação do sangue no interior das veias. A síndrome acontece quando uma pessoa passa muito tempo sentada em uma só posição e sem se locomover, o que favorece a formação de trombos ou coágulos nas veias das pernas. A conseqüência mais grave é a morte.

Para saber se está havendo problemas, é só ficar de olho no inchaço dos pés e/ou dormência. Além disso, se tem varizes ou histórico de trombose, é preciso redobrar a atenção. Mulheres grávidas e obesos também são mais suscetíveis a desenvolverem problemas relacionados à má circulação. E não é só no avião que a síndrome se manifesta. Os cuidados valem também para viagens longas em carros e em ônibus e para quem fica muito tempo em pé.

Meia de compressão para viajantes

Não é por acaso que durante a temporada de verão e de férias, as vendas das meias de compressão chegam a aumentar 30%. Conhecida ainda como meia elástica medicinal, ela funciona pressionando levemente a panturrilha para ajudar no bombeamento do sangue. É o mesmo que acontece quando diminuímos a saída e uma mangueira, o que faz a água sair com mais pressão e ir mais longe.

Quem fica muito tempo parado e/ou já sofre com varizes, tende a ter a circulação prejudicada, sendo, portanto, indicado o uso da meia de compressão, que tem prescrição para prevenção e tratamento de doença venosa crônica, trombose venosa profunda, insuficiência venosa crônica, varizes, entre outros.

Elas são fabricadas em elastano, lycra, algodão peruano e egípcio e poliamida (nylon). São vendidas nos tamanhos P, M, G e GG, que cobrem parte da perna ou a perna inteira. São fabricadas em diversas cores. As mulheres costumam ser quem mais usam, embora os homens estejam aderindo cada vez mais ao produto.

Na hora de escolher o modelo de meia mais apropriado, é importante saber as diferenças. Por isso, é recomendável comprar com prescrição médica e em casas especializadas de produtos para saúde e bem-estar.

As meias podem ser de:

Suave compressão

Indicada para prevenção e recomendada para pessoas que têm fatores de risco para doenças venosas, como uso de pílula anticoncepcional, histórico familiar de trombose e também durante a gestação. É igualmente recomendada para o bem-estar de pessoas que passam muitas horas sentadas.

Média compressão

Indicada para prevenção e tratamento, em casos de cansaço, inchaço, dores e varizes nas pernas. Também é recomendada para o bem-estar de pessoas que ficam muito tempo na mesma posição, em pé ou sentada e durante viagens de avião com mais de oito horas de duração.

Alta compressão

Indicada para tratamento em estágios avançados de edema, dores nas pernas, varizes e doenças venosas.

Extra-alta compressão

Recomendada para tratamento em quadros varicosos gravíssimos, úlceras venosas pós-trombóticas, edemas acentuados persistentes, graus extremos de elefantíase e dermatofibrose acentuada.

Dicas para evitar a Síndrome do Viajante

Além de usar as meias de compressão, é importante seguir estas outras dicas para ajudar a evitar a Síndrome do Viajante.

Movimente-se

Se a viagem for de avião ou de ônibus, é importante a cada duas horas levantar-se e andar pelo corredor. A movimentação vai melhorar a circulação em geral e ajudar a diminuir o cansaço. O ideal é aproveitar para fazer alguns alongamentos nos membros superiores e inferiores e também na coluna. Se a viagem for de carro, pare a cada duas horas pelo menos.

Beba água

Água sempre faz bem para saúde. Além de hidratar o seu corpo, a água tem o benefício de mantê-lo disposto e saudável durante a viagem. Só não confunda água com outros líquidos quaisquer, como bebidas alcoólicas, pois estas causam desidratação.

Mantenha as boas condições de saúde

Sempre que for viajar, ainda mais se for para outro país, é bom estar em dia com a saúde. Faça exames preventivos regularmente e mantenha-se em boas condições cardiovasculares e com o peso ideal.

Fabio Fiedler, diretor da OrtoBraz.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="590871" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]