Vida do crente não é fácil, diz padre Fábio de Melo após dançar Lepo Lepo

O padre Fábio de Melo, 50, esteve no programa Domingão com Huck (Globo) neste domingo (9) e virou um dos assuntos mais c..

Folhapress - 10 de janeiro de 2022, 16:00

(Foto: Karime Xavier/Folhapress)
(Foto: Karime Xavier/Folhapress)

O padre Fábio de Melo, 50, esteve no programa Domingão com Huck (Globo) neste domingo (9) e virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Tudo isso porque o cantor Márcio Victor, do Psirico, fez o religioso dançar a coreografia do sucesso "Lepo Lepo" (2014).

Ao perceber a repercussão, o padre foi às redes sociais falar da situação. Ele compartilhou vídeos publicados pelo jornalista Evaristo Costa, 45, que brincou com o fato de Fábio de Melo não saber a coreografia da música.

"O inferno te espera, Evaristo", escreveu em um vídeo. "A vida do crente não é fácil...", disse em outra publicação, também feita nos Stories. O religioso passou a integrar o elenco fixo do quadro Acredite em Quem Quiser, ao lado de Flávia Alessandra e Luís Miranda.

Nas redes sociais, internautas também comentaram sobre o episódio. "No rolê eu sou o padre Fábio de Melo!", escreveu um. "Me sinto como o padre Fábio de Melo quando saio com meus amigos", disse um segundo.

"Evaristo Costa e padre Fábio de Melo zoando um ao outro é meu melhor passatempo de se ver", disse ainda outra internauta. "Me a acabando de rir no metrô com o padre Fábio de Melo sendo coagido a dançar 'Lepo Lepo'", escreveu um quarto.

Recentemente, a cantora Elisa Lucinda deixou dois comentários em uma foto do padre Fábio de Melo afirmando não acreditar no celibato do religioso. Com o aumento da polêmica, a artista publicou um vídeo em seu Instagram para se desculpar por seu comentário na publicação.

"Gostaria de ter dito o que eu disse pessoalmente, porque eu queria levantar uma discussão sobre o celibato. Conheço muitos jovens nesse país e pessoas interessantíssimas que não querem exercer a vida católica devido ao celibato", começou a artista no vídeo.

"Quero dizer que essa fé não pode se antagonizar à sexualidade. Foi um jeito de falar isso, e como eu acho o Fábio bem moderno e, acho que falhei sem conversar com ele, mas entendi que poderia ser uma maneira de discutir isso", continuou na época.

"Nós nos relacionamos como artistas, cidadãos e pensadores do mesmo tempo. Falamos muito nós dois hoje", comenta sobre a relação com Fábio de Melo. "Não foi uma postagem de ódio, nem intolerante", ressaltou.